Arquivo mensal: setembro 2007

Prêmio para Jornalistas

SBDBacana a iniciativa da Sociedade Brasileira de Diabetes, que realiza, em 2007, a terceira edição do prêmio SBD de Imprensa. O objetivo é incentivar a cobertura jornalística a respeito dos diversos aspectos que envolvem a questão do diabetes no Brasil e no mundo. “É fundamental valorizar a geração de matérias de qualidade, que tenham repercussão positiva junto à população. A SBD quer premiar o profissionalismo, a mensagem correta, a abordagem positiva e o rigor técnico”, diz a entidade.

Segundo a SBD, incentivar o intercâmbio de conhecimentos entre comunidade científica e público leigo e reconhecer a responsabilidade da mídia na divulgação de informações à população por meio da imprensa está entre os principais objetivos do prêmio. O III Prêmio SBD de Imprensa tem o apoio da Pfizer.

As inscrições vão até o dia 30 de setembro.

Puxa, eu mesma acabei perdendo o prazo. Mas ano que vem vou me inscrever sem falta.

Mais informações: www.diabetes.org.br

Lentes coloridas

Eu não me sinto doente, me sinto saudável. E feliz por aceitar o diabetes. É um fator limitante? É. Mas ter diabetes representa, para mim, ter mais saúde. Calma, vou explicar. É que, talvez, se eu não tivesse diabetes, eu não estaria me cuidando tanto, talvez eu não tivesse me policiando na alimentação, talvez eu estivesse obesa e com outros problemas que o sedentarismo pode causar. Talvez eu estivesse mais doente. Só que o diabetes não me deixa esquecer que eu tenho de me cuidar e que disso depende meu futuro, minha qualidade de vida. Se você também tem diabetes, ou qualquer outra doença crônica, tente ver pelo lado positivo. Sem querer pintar o mundo de cor-de-rosa, mas porque não colocar uma lente de vez em quando?

De bem com a vida

Vou dar uma entrevista amanhã sobre o fato de ter diabetes e levar numa “quase” boa. Ainda bem que neste momento estou de bem com vida e assim pretendo permanecer por um bom tempo. O fBonecoato de ter voltado a praticar atividade física tem me proporcionado um bem-estar e uma disposição que há tempos não sentia. Por que a gente relaxa e deixa de fazer coisas que nos fazem bem? Por que a gente tem preguiça de ser feliz? Ainda bem que encontramos pessoas pela frente que nos fazem voltar ao caminho certo: o caminho da saúde. Desta vez, o meu agradecimento vai para a Flavia, uma colega de trabalho de oito anos, mas que só agora eu tive a oportunidade de conhecer melhor. Na verdade, devo ter tido outras oportunidades, mas nem percebi que elas estavam na minha frente. Felizmente, nunca é tarde para começar uma amizade. E as minhas são assim: começam bem lentamente até se solidificarem. O fato é que graças à Flavia, da APM, eu estou me dedicando como devo à atividade física. E ela graças a mim. É uma troca pra lá de justa, pra lá de saudável.

Riscando a lista

Trago novidades: voltei a praticar atividade física na semana passada. Finalmente algo para eu riscar na minha listinha de promossas para 2007. Lembra da tal listinha? Então, ela mesma.

E sabe que isso já está me fazendo um bem danado! Já baixou a minha glicemia, tem me deixado mais disposta para as atividades do dia-a-dia, aumentou a minha auto-estima e está fazendo com que eu me alimente melhor. Outro item da minha lista para riscar. O ano está terminando, mas nunca é tarde para cumprir as promessas.

Estou praticando hidroginástica quase todos os dias. E fazendo uma atividade mais voltada para flexibilidade e postura. Nossa, estou enferrujada, mas isso vai melhorar. Confesso que tive dois episódios de hipoglicemia após as atividades, mas aí é que está, você não deve fazer como eu, que esqueci o meu medidor de glicemia em casa. Antes e depois da atividade física, não deixe de medir a glicemia. E é bom comer uma barrinha de cereais um tempo antes da atividade. Converse com o seu médico para ele te orientar melhor. Afinal, cada caso é um caso.

Também é importante praticar atividade física em uma instituição reconhecida, que tenha uma boa estrutura, e professores preparados. Não deixe de informar que você é diabético. No caso de qualquer episódio de mal estar, eles estarão mais preparados para auxiliá-lo. Eu estou fazendo ginástica na Associação Cristã de Moços. Estou gostando muito da estrutura que eles colocam à disposição e da grade de aulas.

Sabe, é muito bom respeitar esse compromisso com a minha saúde. Afinal, a diabetes é um inimigo silencioso. Você só percebe a sua força com o passar dos anos, caso você não se cuide. Por isso, a diferença está nessas pequenas atitudes do dia-a-dia, como reservar um tempinho para a ginástica e não sucumbir às pequenas tentações que se colocam a nossa frente e que, com o tempo, podem minar a nossa saúde e complicar a nossa vida.