Diabetes: campanha reúne mais de oito mil pessoas em São Paulo


diabetes 2007

Por Luciana Oncken

O Dia Mundial do Diabetes é 14 de novembro. E este é o primeiro ano que a campanha mundial tem o apoio da Organização das Nações Unidas (ONU). Em São Paulo, domingo (11) foi dia de checar a saúde e verificar a presença do diabetes. A Associação Nacional de Assistência ao Diabético (Anad) realizou a 10ª Campanha Nacional Gratuita de Detecção, Orientação, Educação e Prevenção das Complicações em Diabetes.

Foram mais de oito mil pessoas que passaram pelo Colégio Madre Cabrini, na Vila Mariana. Entre elas, eu, que também sou diabética tipo 2 há quatro anos. Fiz todo o trajeto, começando pelo teste de glicemia em jejum, feito com o glicosímetro. Resultado: 139 (o normal é até 99, sendo que valores entre 100 a 126 são considerados como quadro de glicemia alterada, ou pré-diabetes). Foi o suficiente para colocarem uma série de etiquetas em mim. As etiquetas representavam os exames pelos quais eu deveria passar: pressão, colesterol, fisioterapia, podologia, oftalmologia, odontologia, hemoglobina glicada, orientação nutricional e de atividade física.

Em primeiro lugar, passei por uma entrevista com um médico, que me orientou a buscar o meu médico para continuidade no tratamento. Fui passando de área em área, sempre muito bem atendida. E conversei com algumas pessoas, em especial, aquelas que haviam descoberto ali o diagnóstico do diabetes. A maior parte não tinha muita noção do que é a doença, o que causa, e quais as suas conseqüências. Muitas estavam lá por acaso, porque ouviram falar da campanha nos meios de comunicação. Ou porque um amigo ou familiar chamou.

seu Afonso

O seu Afonso Pereira, de 52 anos, por exemplo, encontrou com um amigo na padaria, ali próximo ao local. Como não tinha nada para fazer, o acompanhou até o local da Campanha, onde se descobriu diabético. O amigo foi embora. Ele ficou para os exames. Ainda um pouco perplexo com o resultado e sem saber o que fazer, ia sendo orientado pelos profissionais da saúde que dispuseram voluntariamente de seu tempo para atender, esclarecer e orientar as pessoas.

O presidente da Anad, o médico endocrinologista Fadlo Fraige Filho, destaca a importância do trabalho de cerca de 500 voluntários: médicos, enfermeiros, dentistas, nutricionistas, psicólogos, farmacêuticos, fisioterapeutas, podólogos, professores de educação física, estudantes de diversas áreas. “Sem eles, esse trabalho não seria possível.”

teste diabetes

Para Fraige, campanhas como esta tem a importância de alertar as pessoas para a doença, mas também o setor público para estruturar melhor o atendimento ao diabético no Sistema Único de Saúde, já que o mesmo não prevê um atendimento multiprofissional, como o que estava sendo oferecido ali. O lema da campanha é “um dia em um ano”. Ou seja, todos os exames que levariam um ano para serem feitos no sistema público, ou até mesmo no suplementar, puderam ser feitos em um dia. “Isso mostra como é possível estruturar um atendimento que vai reverter em benefício, tanto para o paciente quanto para o sistema público, e até mesmo privado. Afinal, custa muito menos prevenir, do que tratar as complicações”, considerou o presidente da Anad.

Nos casos de primeiro diagnóstico, como o seu Adolfo, os profissionais orientavam a procurar as Unidades Básicas de Saúde para dar continuidade ao tratamento. Segundo o presidente da Anad, cerca de 50% das pessoas que têm diabetes, não sabe que têm. “O tempo entre o início da doença e a descoberta é de cinco a sete anos, tempo suficiente para as complicações se instalarem.”

*Publicado originalmente no site da Associação Paulista de Medicina (www.apm.org.br)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s