Diabetes: prevenção e informação – Parte 3


Educação em Diabetes

Um outra alerta da SBEM é sobre a falta de um Programa de Educação Continuada para os médicos que atendem nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs). Afinal, nem sempre o médico responsável pelo primeiro atendimento está apto a identificar, diagnosticar e tratar o paciente diabético. “O serviço deveria obrigar o médico a fazer reciclagem, dar o direito à falta no serviço para a realização do curso e cobrar a presença deste profissional”, destaca Osmar Monte. Segundo o professor, já seria suficiente uma reciclagem a cada cinco anos. “A SBD e a SBEM têm se esmerado em apoiar e mesmo ajudar na capacitação de não endocrinologistas na assistência ao diabético. Com isso, certamente, teremos melhores resultados”, concorda o presidente da SBEM, Ruy Lyra.

O resultado da falta de preparo é que somente 10% da população é diagnosticada no início da doença. “Quando o diagnóstico é feito no início, é muito mais barato. A longo prazo, gera benefícios sociais e economia”, afirma Monte. Segundo o presidente da SBEM-SP, o Programa de Saúde da Família (PSF) seria um instrumento interessante no diagnóstico precoce do diabetes, já que poderia analisar os familiares e o risco hereditário de desenvolver a doença.

Tanto a SBEM quanto a SBD têm trabalhado para promover cursos de atualização para endocrinologistas e para profissionais de outras especialidades. O diabetes é um distúrbio que exige um atendimento multiprofissional e a SBD é a entidade que congrega todos os profissionais ligados ao atendimento ao diabético. Atendimento integral como o oferecido pela Anad na Campanha Anual de Detecção ainda não é realidade no sistema público e no sistema privado. Nem um dos dois inclui outros profissionais de saúde no atendimento. A Anad pretende sensibilizar as duas áreas, com base nos benefícios, para que elas passem a oferecer este tipo de atendimento.

A SBEM concorda que o atendimento integral pode trazer muito mais benefícios. “Infezlimente, são poucos os centros que apresentam uma estrutura multidisciplinar no atendimento ao diabético no Brasil. Não tenho a menor dúvida de sua importância no devido controle e conscientização do diabético”, afirma Lyra.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s