Portal Diabetes: a primeira coluna a gente nunca esquece !



Da minha coluna semanal publicada em 31/3/2008 no Portal Diabetes

Pensei muito sobre o que escrever para inaugurar esta coluna. O convite da Miriam Kunis, editora do Portal Diabetes, foi uma agradável surpresa. Manter este espaço, semanalmente, será um delicioso desafio. E uma responsabilidade e tanto. A minha primeira participação neste site foi na seção “Depoimentos”, mas como você pode não ter lido, sinto-me na obrigação de me apresentar brevemente e explicar como vim parar aqui.

Vamos lá! Mantenho desde do final de 2006 um blog chamado “Viver com Diabetes” . Logo que o lancei, o inscrevi em um concurso da Coca-Cola, o Cokering, e fiquei entre os 10 melhores blogs na categoria “Viva o que é bom”. Foi uma injeção de ânimo, logo nos primeiros meses, ver meu blog, sobre como conviver com uma doença, figurar entre os melhores de uma categoria que fala sobre o lado bom da vida. Aquele, foi o atestado que eu precisava: meu blog falava de vida, de viver. Era exatamente esta a mensagem que eu queria passar.

O blog tem atingido o objetivo de transformar o diabetes em algo positivo na minha vida. Faço isso compartilhando a minha experiência, os meus sentimentos, as minhas dicas com outras pessoas na mesma situação, ou que tenham familiares na mesma situação. A minha intenção é adoçar um pouco a vida dessas pessoas e a minha também.
Neste espaço, que o Portal Diabetes abriu para mim, espero trazer assuntos de relevância para esta comunidade e contribuir com a minha forma de enxergar o mundo.

Viva o que é bom

Não é porque você é diabético que tem se fazer de vítima. Aliás, esta é a pior coisa que você pode fazer na vida. Eu sei, eu sei, você ama doce, adora uma massa, odeia se exercitar, ama comer porcarias. Não quer saber desse papo de levar uma vida saudável. Para de fumar? Nem pensar. E não pára por aí. Tomar remédio todos os dias, dependendo do tipo de diabetes, injeções de insulina. Quem gosta de injeção? Monitorar a glicose, furando a ponta dos dedos todos dias,quando não, várias vezes ao dia. Tudo bem, ser diabético implica em um monte de coisas chatas para fazer, e restringir um monte de coisas gostosas do cardápio.

A verdade, se é que ela existe, é que viver com diabetes exige ainda mais disciplina e muita, muita vontade de viver bem. E para viver bem, é preciso encontrar o lado bom da vida, é preciso viver o que é bom. Como quando uma pessoa que fica cega, e acaba desenvolvendo outras formas de enxergar o mundo: pelo cheiro, pelo som, pelo toque. Nós, precisamos aprender a ver o lado doce da vida em coisas que normalmente não dávamos tanto valor. Precisamos encontrar o doce da vida de situações, companhias, em um dia ensolarado. E deixar de lado a panela de brigadeiro para comer de colher, o prato cheio de macarrão, a preguiça.

Viver exige esforço. Cada um tem a sua limitação. E somos capazes, sempre, de superá-las, por mais difícil que pareça. Fazer-se de vítima é acabar com todas as possibilidades de viver o que é bom. Lembre-se, o diabetes faz parte da sua vida, mas não determina quem você é. Portanto, seja. Seja alguém, seja você, seja autêntico, e permita-se encontrar outra forma de saciar os seus desejos. Não pense nas limitações, pense no quanto você pode crescer a partir delas.

Mas se estiver difícil, não hesite em procurar ajuda profissional. Um psicólogo pode auxiliá-lo a reencontrar a sua essência, o seu eixo. Um nutricionista, pode ensiná-lo a comer bem, e de forma saudável, coisas gostosas. Um endocrinologista, além de passar o tratamento, pode acompanhá-lo e apoiá-lo. Um professor de educação física pode tornar a sua atividade física prazeirosa, direcionando e descobrindo o que você gosta de fazer. Assim, você terá a oportunidade de enxergar o mundo de uma outra forma. Afinal, não é porque você é diabético que precisa levar uma vida amarga.

3 ideias sobre “Portal Diabetes: a primeira coluna a gente nunca esquece !

  1. elaine cristina

    oi meu nome é elaine e estou precisando da sua ajuda…
    faço faculdade de enfermagem e vou fazer um trabalho de diabetes e estou a procura de fotos e uma ajuda, por esse motivo estou lhe pertubando obrigada e agradeço a sua compreenção

    Resposta
  2. Ana Rafaela rafaela paulino dos santos

    Sou Ana Rafaela tenho 12 anos tenho diabete
    nao consigo me controlar
    nao sei tem fezes que choro perguntando por que tenho diabete eu passo pela piscologa nao consigo emagrecer vou
    agora dia oito fazer esame e eu sei que vai ta tudo alterado

    me ajuda
    beijusssssssss

    Resposta
  3. Fernanda

    Olá!
    Luciana tem razão! Como adorei conhecer esse seu blog, Lu. Adoro falar sobre o diabetes, como é viver com ele e ajudar as pessoas a vê-lo de uma maneira diferente…
    Tenho 29 anos, 20 (quase 21) deles com DM 1. Insulino-dependente, claro. Hoje em dia, há 2 anos, uso bomba de insulina, pra quem não sabe 24 horas por dia, e faço uma média de 8 a 10 testes de glicemia por dia. Ainda acho tudo isso muito pouco… De vez em quando fico louca quando alguma coisa dá errado! Uma gripe, uma infecção de garganta, os ciclos menstruais… Aiiiii!!!!
    Que droga! Pra estarmos bem dependemos de tantas coisas, tantos pequenos detalhes. Mas se cuidar vale a pena, mais do que qualquer oitra coisa, porque é assim, é só assim, que podemos ter certeza (ou esperança) de que viveremos bem, com qualidade de vida, sendo diabéticos.
    E estou tentando vencer… Hoje sou fisioterapeuta, não atuante, mestre em engenharia biomédica, e trabalho no que mais gosto: um lance que chama Avaliação de Tecnologias em Saúde. Trabalho no Ministério da Saúde, coordenando uma área, e amo o que eu faço! É claro que o diabetes está presente todos os dias, pesquiso sobre ele, sou quase uma especialista no assunto (!!!) e adoro! O tema do meu projeto de doutorado é sobre ele: Custo-efetividade dos tratamentos para diabetes tipo 1. Estou correndo atrás, temos que lutar para vencer todos os dias e fazer com que a doenças se apague em nós e o que apareça seja tanto e somente nossa capacidade e nossa excelência!
    Um beijo!
    Fernanda

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s