Oscilações


Achei bacana estes cartazes da Pepsi. Juntos, vamos em frente!

Achei bacana estes cartazes da Pepsi. Juntos, vamos em frente!

O dia começa e lá vamos nós continuar o nosso desafio de “Viver com Diabetes”. Sabe uma dificuldade que eu tenho? Isso deve acontecer com muitos de vocês: quando estamos no meio de reunião, ou no meu caso, como sou jornalista, no meio de uma entrevista, que bate bem com a hora do nosso lanche. Ontem, aconteceu isso. Anteontem, também. Os dois lanches da tarde viraram um. E parece que isso já é suficiente para mexer com todo o organismo. Lá se foram meus bons números. Buá.

E eu fiquei me gabando de que estava com a glicemia sob controle… Doce ilusão. Bons tempos. Antes do café, ontem, estava 99. Tomei 3 U de insulina rápida. E o pós-café foi um susto só: 249! Pode?

As outras pós-prandias deram em torno de 140. Fiquei triste.

De madrugada, estava 102. Ao amanhecer, 104. Caprichei na proteína no café da manhã. Só me resta aguardar pra ver o que acontece.

Um bom dia pra vocês, doces amigos! Juntos, venceremos!

29 ideias sobre “Oscilações

  1. roberta

    ola lu bom dia .hj eu fiquei feliz minha glicemia de jejum 86 ela a que mais me da trabalho resouveu colaborar essa semana ,entao eu tenho uma regrinha como te disse no meu diarinho as glicemias acima de 150 fikam dentro de um triangulo ( como ki atencao ) as de 70 ate 149 em um quadrado as hipo numa bola ( essa foi ordem da minha medica pra escrita na minha tabela oficial do diabetico que ganho do hospital com segunda via que a medica destaca todo mes e fica com ela ,entao usei a ideia pro meu diarinho alimenticio) e as trash aquelas como essa sua vao num balaozinho tipo raio ( dai so de dar uma foleada no meu diarinho ja tenho nocao das glicemias pelos desenhos 、entao seguindo as regrinhas que sao algumas pras dosagens eu faco assim quando da um triangulo pior ex ( glicemia acima de 150 ) eu subo por exmplo de 4 u pra 4.3 ate 4.5 U ,se da mais de 200 balaozinho raio ai coloco um 4.8 U dependendo do alimento sobe ate uma dose a mais ai na proxima volta ao normal .bom eu peso tudo que vou comer numa balancinha assim fika facil pra mim ,deixa eu te pergurntar seus lanches vc faz sem aplicar insulina? vc toma basal diurna?
    boa sorte na proxima glicemia
    bjim

    Resposta
    1. Luciana Oncken Autor do post

      Ro, no início da gravidez, raramente tinha de tomar insulina rápida, mesmo nas refeições principais. Mais ou menos no quarto mês, comecei a tomar a rápida antes das refeições principais. Pq até então, meu controle era excelente. Somente entre o quinto e o sexto mês, tive de introduzir no lanche. Tomo basal de manhã, na hora do almoço e antes de dormir. Beijos.

      Resposta
  2. Anderson da Silva Gonçalves

    Lu, eu lembro dos dias em que minha glicemia dava 220 e eu ficava feliz. Feliz, ve se pode?! É que o médico (até hoje, não sei porque) havia me dito, categoricamente, que entre 150 e 200 era normal para minha glicemia, e como eu sempre passava de 300, quando dava 220 neste horário em que já me habituava com números absurdo, ficava contente. Pensava: “se até 200 é normal, estou perto!”, rsrss…

    Hoje se a glicemia passa de 150, não fico contente, mas também estou acostumado com índices elevados, então 250 não me deixaria assim tão pra baixo, mas com certeza eu ficaria muito triste se hoje tivesse dado este número. Mas um dia destes passou de 250. Hoje o meu pós almoço estáva 160, bem altinho, em comparação com antes. Ontem mesmo, não entendi, mas a glicemia estava em 74 no pós almoço, e outro dia 86. Não sei como, mas estáva. E hoje, nem comi tão mais assim, e deu 160.

    Realmente não dá pra entender. Nestes momentos de descontrole, eu tento pensar que ainda há tempo para mudanças, ou seja, se hoje está alto, poderei fazer de tudo o possível, para que amanhã não esteja.

    Obs: Gostei da nova foto!
    Forte abraço!

    Resposta
    1. Luciana Oncken Autor do post

      Anderson, como sempre, obrigada pela força. Vc não tem mesmo que se contentar com valores tão altos. Não tem essa. Meu pai era hiper hipertenso. Sua pressão chegava várias vezes a 25 X 12, 24 X 14… Quando estava em 18 X 10, ele se contentava tb, sendo que a gente sabe que o normal é 12 X7. Pois é, o organismo não foi preparado pra isso. E vai te minando aos poucos. Resultado: no dia que ele teve o AVC, que o levou a óbito, sua pressão foi a 28 X 14. Faz mais de 10 anos que ele não está mais entre nós e faz uma falta danada. Não se contente com valores tão superiores ao recomendado. Pequenas alterações já são responsáveis, ao longo do tempo, por problema microvasculares, e os olhos normalmente são os primeiros a serem atingidos. Se cuide, heim? Beijos.

      Ah!Vc gostou da foto? Sabe que o meu marido não gostou? Ele disse que tem muita sombra no meu rosto. Vou ver se acho outra. Beijos.

      Resposta
  3. Paula

    Olá.
    Sempre leio seu blog. Gosto muito. Sou mãe da Beatriz, 07 anos, diabética há quase 01 ano. Esses descontroles… . Sei bem como são. Estamos numa fase de lua de mel. Difícil!!! Se toma insulina, hipo, se não toma, já viu. Mas dá pra levar. É que às vezes dá uma decepção. Principalmente se erro, ou melhor, me equivoco na dose. É dificil. Mas no mais, levo na boa. Não vejo a hora dessa fase passar e eu voltar a ter o controle das glicemias na insulina. Bj. pra você e, vamos levando, porque como digo para mães com filhos recém diagnosticados, não é um bicho de 7 cabeças, é de 3.

    Resposta
    1. Luciana Oncken Autor do post

      Paula, obrigada pelo seu comentário. Na gravidez, também posso dizer que é um bicho de umas 4 cabeças. Normalmente, fora da gravidez, como não tomo insulina, encaro como um problema de duas. Mas vamos em frente. Viver. beijos.

      Resposta
  4. elisangela

    OI Lu! sou diabética à quase dez anos e mesmo me tratando com bons médicos e nutricionistas nunca me orientaram para medir minha glicose após as refeiçôes .Uso dois tipos de insuliina: a ultra-rapida e a levemir . faço contagem de carboidratos e meço minha glicose em média 4 vezes ao dia . Gostaria de saber de voce LU , se voce acha que devo começar me a preocupar com a glicemia pós refeições .Estou bem curiosa !!

    Resposta
    1. Luciana Oncken Autor do post

      Elisangela, a glicemia pós-alimentar, principalmente para quem toma insulina é super importante. Fale com seu médico, mas acho que vc deve começar a medi-la, sim. Faço a medição duas horas após a refeição. Mas confesso que fora da gravidez raramente fazia. Pq não tomo insulina normalmente. Quando fazia, até que o meu organismo se comportava bem. Não tinha grandes alterações. Era para estar até 140. E normalmente estava. Pra mim, é mais difícil controlar a de jejum. Na gravidez, com a insulina, isso se inverteu. Tenho mais dificuldade em controlar as p’os-alimentares. Beijos.

      Resposta
  5. roberta

    ola lu acabo de voltar da minha consulta mensal ,e um pouco triste meu a1c deu 7.4% ,bom a minha medica disse que estou numa fase de adptacoes que a doenca tem um ciclo ,sobre ser tipo 1 ,ela respondeu que nao ter duvidas pelos exames que foram feitos ,e como descobri muito rapido se explica por enquanto ainda nao precisar de tanta insulina , como li no comentario da paula ,comigo tb e assim dificil de acertar as hipo as vezes hiper ,como ainda tem apenas um ano e meio que me tornei diabetica ,ela disse que e normal o que esta acontecendo ,ainda nao tomo basal diurna ,e tb sobre as glicemias pos almoco gostaria de saber depois de quanto tempo vc mede?

    Resposta
  6. Margarete

    Oi ! to vendo que todos passam por oscilações , eu também , acho que é difícil tentar imitar o pancreas ,injetar a dose certa de insulina para queimar o açúcar que está em excesso ,tarefa difícil para todos que são diabéticos . Eu sou diabética desde 8 anos estou com 42 e nem com esse tempo todo consigo imitar o pancreas . Mas continuo tentando, não desistam !
    Estava a 3 dias com a glicose dando bem próxima do normal com algumas hipo ,mas hoje antes do jantar ela subiu para 319, tomei humalog . É isso aí , é muito difícil manter ela dentro do normal direto ,sempre tem essas oscilações ,pois vários fatores influenciam na taxa de glicose : alimentação , exercícios , estresses o emocional enfim acho que tudo .
    Abraços

    Resposta
  7. roberta

    margarete sempre digo isso as pessoas ,e como e dificil ne fazer munualmente ,pensar levar emcosideracao varios fatores que influenciam tanto numa hiper ou numa hipo ,mais e isso mesmo ,temos que ir levando cada dia de uma vez antes no comeco me cobrava muito queria uma glicemia perfeita ( nao que agora nao queira) mais passei um bom tempo comendo feito um passarinho ,depois comecei com neura de nao me sentir bem comendo na frente dos outros ,uma amiga que se hospedou em casa por uns dias muito querida me ajudou ela dizia vem ro vamos comer juntos minha florzinha ,e tb conversei muito com minha infermeirinha e minha medica que tem um nome lindo ( amor = ai ) a doutora ai me faz sentir super bem me da liberdade de me abrir e minha infermeirinha adorada kozuki san ( aqui os medicos tem um infeirmeiro parceiro pra ajudar ) ela e minha psicologa e sempre conversamos horas ( kokoro ni tojikomerarenai de ) sempre me diz nao guarde as coisas dentro de vc .nao se esforce tanto .nao se cobre tanto por que isso e pior pra vc .entao nos ultimamente estou mais light levando tudo com mais calma e vivendo bem com diabetes ,acho que e isso .
    beijus pra todos

    Resposta
  8. sheila regina de vasconcellos

    Oi Luciana,
    Sou diabética há 24 anos e após muito tempo sem fazer o controle tão certinho como venho fazendo há 6 meses, sei que as oscilações sempre vão acontecer. O fato de monitorarmos estas mudanças e agir para corrigir é o que pode fazer a diferença no controle. Por mais que ajustemos a dose da insulina, o comportamento da glicemia parece obedecer a tantos fatores que é humanamente impossível tentarmos acertar…SEMPRE. Não Me angustio mais. Tomo o prescrito, meço nos horários certos e tomos religiosamente as doses de rápida. Isso me mantem nos eixos? Nem sempre. Mas nunca tive uma Hemoglobina Glicada tão boa: 5,9 e agora mais recentemente 6,9 (estava tendo muita hipo e a médica preferiu subir o nível um pouco.
    Tenho um blog também com minhas aventuras e desventuras como diabética. Será um prazer sua visita.
    A propósito, tenho dois filhos e deu tudo certo. Com você será o mesmo!!!Bjs

    Resposta
  9. Karin Jantsch

    OI pessoal….oi Lu!

    Ontem fui num Café Colonial maravilhoso, fazia tempo! Muito tempo!!! Rsss Mas fiz td certinho, realizei as medições e apliquei a insulina de ação rápida. O interessante é que depois, qdo estava a caminho de casa, comecei a sentir inha boca secando, uma sensação estranha. Fiquei tão preocupada que cheguei a ponto de aplicar 10U de rápida, pensando que minha glicemia estivesse alta, mas quem é do contrá faz tudo o contrário, acabei medindo a glicemia depois de tomar a insulina e para meu espanto acusou “108 mg/dl”, tive que tomar suco e deixar ao lado da cama um copo de água com açúcar. Pessoas: nunca façam isso! Meçam sempre! Os sintomas às vezes costumam nos enganar. Já tive experiências com hipos graves em razão disso, pois pensando que a glicemia pudesse estar elevada, chegava a aplicar cerca de 15U.
    É muito estranho, tive a sensação, em quanto comia, de que estava murchando. Acho que não temos estrutura para isso. O que eu tomei de água não está no gibi qdo cheguei em casa e a minha glicemia não estava alta, como mencionei no início, qdo medi estava com 180mg/dl – engana trouxa. É esquisito. Também, n é p menos, todas aquelas tentações recheadas de açúcar.
    PAssei aqui p compartilhar mais esta experiência.
    Beijos

    Resposta
  10. Anderson da Silva Gonçalves

    Karin, já aconteceu o mesmo comigo. Um dia eu pensei que a glicemia estáva alta, mas não sabia, pois ainda não tinha o aparelhinho pra medir, e era madrugada, o posto obviamente estava fechado. Fiquei desesperado porque vinha sentindo umas coisas esquisitas, apliquei 10U de insulina (a comum), mas ainda assim é um perigo em caso de ser hipoglicemia, mas hoje, conhecendo melhor os sintomas, eu sei que o que estava sentindo aquele dia era mesmo sitomas da hipo. Quando me dei conta da burrada que fiz, então fui logo correndo e enchi uma colherona de açúcar e mandei pra dentro, sem pensar. Depos, ainda, achei que tinha feito outra burrada em comer açúcar desse jeito, rsrsrs, dai que o desespero bateu, e acredita que eu ia aplicar mais insulina depois disto?! kkkkk, de sorte que meu irmão percebeu a loucura e não deixou. Depois disto, eu ainda fiquei super preocupado, mas não fiz mais nada, só esperei. Se eu não me engano, este foi um dia antes de eu começar a ter hipoglicemias severas. Essa sensação é horrível, mas devo confessar que eu achei meio engraçado a forma que você relatou tudo isto, ainda mais podendo medir e não tendo medido (como eu tmb. já fiz algumas vezes) rsrsrs, nós diabéticos temos muito o que aprender, he he!

    Forte abraço!

    Resposta
  11. LUCIO CARVALHO

    Sou diabético há 10 anos, e mesmo tendo um bom acompanhamento com um excelente e rigido endrocrino, não dava a devida atenção como deve ser levado em consideração, achando tudo normal mesmo com os índices em torno de 220, e a lição de exemplo que a Luciana deu sobre o “contentamento” do pai dela acerca dos níveis de pressão, me fez parar e me cobrar uma conscientização sobre o grave problema.
    Estou acessando o blog pela primeira vez e estou achando maravilhoso esta troca de informações o que nos faz ver que “o bicho não é de sete cabeças” e buscando prazer e satisfação emn outras atitudes nos fará alcanaçarmos nossos objetivos, de saúde e de realização pessoal.
    Valeu Lucina, com certeza estou começando uma nova fase de vida, e já começo a me sentir mais motivado para tocar em frente alguns “projetos” os quais estavam engavetados.
    Lúcio Carvalho
    P.S. – Resido em Fortaleza – CE.

    Resposta
    1. Luciana Oncken Autor do post

      Lúcio, desse jeito vou me derramar em lágrimas. Seu depoimento e o da Camila me tocaram muito. Até escrevi no twitter que é sempre tempo de mudar de atitude, enquanto estamos vivos, é claro! Pense nisso, veja o meu pai… ele não tomou essa consciência a tempo de reverter o seu estado de saúde, mas vc, Lúcio, pode fazer isso, e fazer a escolha pela vida! Beijos.

      Resposta
  12. LUCIO CARVALHO

    Oi Luciana e todos os que acessam esse maravilhoso blog. Acessar diariamente ja está inserido como um busca de melhor qualidade de vida. Valeu Luciana pelo pronto retorno.
    A questão que apresento hoje , é a de que em 07-07-2009 foi aprovada na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado Federal a determinação de caráter terminativo o qual diz que diabéticos terão isenção de IR após a aposentadoria e está sendo encaminhado para a Câmara dos Deputados.
    Como poderíamos mobilizarmos para a aprovação desta lei e ampliando o benefício para todos os portadores de diabetes, nada mais do que justo, haja vista o custo de um bom tratamento o qual seria dever do Estado

    Resposta
  13. Fernanda

    Oi, pessoal!
    A Elisangela e a Lu comentaram sobre medir a glicemia no pós-prandial (após as refeições). Isso é importante porque há alguns anos os cientistas descobriram que a variação nessa glicemia é uma das principais responsáveis pela incidência de complicações, principalmente cardiovasculares, no diabetes tipo 1 e 2 também. O ideal numa pessoa sem diabetes é até 120, mas com diabetes eles consideram tolerável até 140 (com exceção na gravidez, que as metas são sempre as mesmas que uma pessoa “normal”).
    Anderson, o médico tava doido quando te falou que o normal era de 150 a 200. Não sei em que ano ele te falou isso (até porque os índices considerados normais para os diabéticos já mudaram bastante ao longo dos anos) mas nunca foram tão altos! A não ser antes de 1922, antes da descoberta da insulina, rsrsrs… Você está certo: não se contente.
    Roberta, esse lance dos desenhinhos é muito bom. Comigo é assim: eu nunca fui muito de anotar meus resultados. Na verdade fazer eu até fazia, mas anotar era um problema… Geralmente eu só anotava quando chegava no médico, enquanto estava esperando e ficava tudo uma bagunça… Há 1 ano e meio, meu marido começou a anotar pra mim, fez uma tabelinha toda bonitinha, fez um programa no computador (!!!) com gráficos e tudo, e hoje em dia isso funciona! Na tabela onde anoto diariamente (mais ele do que eu) nós marcamos as hipos com um marca-texto verde e as híperes com um laranja. Infelzmente, ainda tem semana que o negócio fica todo colorido e quando eu olho fico super triste! Mas quando está tudo branquinho, às vezes consigo, fico numa alegria só…
    Nos últimos dias, depois de frequentar mais o blog e de conversar com alguns de vocês em particular, tenho traçado metas mais duras, mais difíceis, estou medindo mais vezes (minha média era 7/8, mais agora vai ser 10/12), e fiz uma lista do ‘Não posso”, dizendo tudo o que eu não posso fazer de jeito nenhum!
    Espero que assim, em breve, eu consiga atingir meu objetivo que é conseguir um controle “branquinho”, permanente, que me permita alcançar o meu grande sonho com segurança: engravidar!

    Bjos a todos!
    fernanda.laranjeira@hotmail.com

    Resposta
  14. Anderson da Silva Gonçalves

    Pois é Fernanda, o médico devia estar doido mesmo! E pior é que foi neste ano mesmo, há alguns mêses atrás, até porque não faz nem 5 mêses que descobri o diabetes.

    Nossa, você mede tudo isso por dia? Já cheguei a medir mais ou menos esse tanto tmb, mas ultimamente tenho feito o teste de 3 á 4 vezes ao dia, e tem dias que só faço 2 vezes, porque as fitinhas estão cada vez mais difíceis de se conseguir, e comprá-las seria inviável, acho um absurdo de caro.

    Grande abraço!

    Resposta
  15. Fernanda

    Oi, Anderson,
    Sou diabética desde os 9 anos, e como completei 3.0 recentemente (rsrsrs), estou completanto 21 anos de diabetes!
    No começo eu media só com exame de urina mesmo, se chamava “reagente de Benedict”, ninguém merece! Não gosto nem de lembrar dessa época! Eu não tinha dinheiro para comprar fitas e ficava só com as fitas que ganhava no hospital, naquela época, media muito raramente… Assim foi por toda a minha infânica!
    Usei por muito tempo o Haemoglucotest, que era o exame que eles davam no hospital e era o mais barato, quando passei a comprar extras pra medir mais (4 a 5 vezes). Ele era feito manualmente, e eu cortava a tirinha em 6 (às vezes 7) para durar mais. Isso foi até 2002, quando comprei pela primeira vez um glicosímetro!
    Onde você mora? Em algumas cidades, as tiras já são fornecidas. Em Brasília, onde moro, eles fornecem 150 tiras por mês, e eu compro as adicionais, porque meço mais vezes.
    Hoje eu sei: QUANTO MAIS MELHOR!
    2 vezes é muiiiito pouco para alguém insulinodependente. Não dá pra ter noção das variações ao longo do dia. Se puder, corra atrás, entre na justiça, mas consiga essa fitas! Isso é questão de qualidade de vida e sobrevivência para nós.
    Entre em contato para conversarmos mais: fernanda.laranjeira@hotmail.com
    Bjo

    Resposta
  16. Margarete Godoy

    Oi Fernanda eu sou da época da glico-fita aquelas tirinhas para teste com urina também cheguei a usar o tal reagente de benedict e as seringas de vidro e aquelas agulhas horrorosas que chegavam a entortar na minha pele, bom coisas do passado! sou diabética desde os 8 anos hoje com 42.
    Também tive que entrar na justiça para conseguir as fitas e insulina, pois tudo para o diabético é muito caro.
    Chego a fazer 5 testes por dia com o glicossímetro.
    Concordo com a Fernanda, Anderson corra atrás de seus direitos.
    Abraço

    Resposta
  17. Fernanda

    Oi, Margarete!
    Eu também sou desse tempo aí!
    Guardo como recordação até hoje minha seringa de vidro e as agulhas de aço, que a gente tinha que ferver depois de cada uso para esterilizar, impressionante… Os que vivem hoje em dia com todas as modernidades que a gente tem disponíveis (graças a Deus!) nem imaginam o quanto era sinistro!
    Uma vez, a poucos anos atrás, fui numa reunião de crianças diabéticas e fui lá pra dar meu testemunho. Em certa hora, as crianças foram estimuladas a treinar a aplicação de insulina, com seringa, em bonequinhos de pelúcia. Uma das crianças, provavelmente recém diagnosticada (devia ter uns 2-3 anos) usava a bomba e, simplesmente olhou para a seringa, olhou para o pai e não sabia o que fazer! Como se nunca tivesse visto uma na vida! Isso é possível hoje em dia! Graças a Deus!

    Resposta
  18. NARA NEILA

    ESTOU COM MEDO QUE ESTEJA COM DIABETE
    TENHO MEDO, POIS MINHA MÃE TEM
    MAIS EU ESTOU COM AS VITAS UM POUCO TRUVAS
    E TODA HORA EU QUERO COMER DOCE
    QUER DIZER NEM TODO DIA
    MAIS ESTOU COM MEDO TENHO 13 ANOS
    E AGORA O SENHO PODE MIM AJUDAR?

    Resposta
    1. Luciana Oncken Autor do post

      Nara, peça para dua mãe levá-la ao médico para conferir. Vc pode só estar impressionada com o fato de ela ter diabetes e estar sentindo os mesmos sintomas. Para tirar a dúvida, faça os exames. Caso vc realmente esteja com diabetes, quanto antes descobrir, melhor para vc, querida, pq vai ter o tratamento adequado.

      Resposta
  19. Mabel Paranhos

    Olá, Luciana,

    Minha tem Lúpus, tem exatamente 20 dias que foi diagnosticada Diabetes Medicamentosa, por causa do uso do Corticoide.
    O médico disse que ela será dependente da insulina enquanto viver. Agora surgem as dúvidas. Ela está ingerindo Levemir 30U pela manhã e 10 U à noite. No período da manhã tiro a taxa do açúcar, hoje deu 77. O que fazer nesses casos? Aplico a insulina, dou algum alimento com açúcar e espero um tempo para aplicar e depois ingerir o café? O que posso fazer?
    Obrigada!
    Mabel Paranhos

    Resposta
  20. anderson silva

    fui fazer exame periodico na empresa que susto meu acucar estava 131 ai comprei uma maquina para medir outro susto deu 150 sera que estou diabetico?

    Resposta
  21. Cesar Sá

    Caros amigos e amigas…

    Sou diabético há 2 anos Tipo II apenas tomo 1/2 comprimido de manha e 1/2 á noite.. meua valores andam quase sempre na ordem de 120 / 126

    Agora algum tempo atras descobri que mel misturado com canela faz muito bem a diabéticos… ora entao é assim se tomar o tal mel e canela passado 2 horas v medir e a glicemis esta nos 85/90 …n acham estranho..? mas é verdade

    Saude para todos

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s