Arquivo mensal: outubro 2009

Quem faz o blog são vocês

Ei, pessoal, este blog está agitado. Muitas participações, que tem me deixado muito feliz. O pessoal das antigas fazendo debate e pessoas que já acompanhavam o blog em silêncio há algum tempinho resolveram se manifestar. Isso é muito bom para todos, porque ampliamos a nossa rede, surgem novas experiências e podemos compartilhar cada vez com mais pessoas.

Fiquei comovida com a participação da Aurea que, após uma fase difícil, com a perda de três gestações e já desacreditada de tudo, conseguiu dar a volta por cima. O comentário dela, que todos deveriam ler, está no “Quem sou eu” (barra superior).

A Liana, que é diabética há um ano e sete meses 17 anos, já frequentava o blog, mas resolveu se manifestar agora.

A Joseane ficou diabética depois de uma diabetes gestacional, mas, com muito bom humor, ela está “conseguindo se virar nos trinta”, como ela mesmo disse.

A Karin continua, como sempre, participando, respondendo e contanto as novidades sobre o que acontece com ela. A última foi uma hipo que a levou a um posto de saúde que a deixou esperando um tempão até ser atendida. Não fossem os amigos, que sabiam exatamente o que fazer nesses casos… Revoltada com o sistema público de saúde, fez sua reclamação junto à Secretaria de Saúde de Curitiba. Certíssima!

A Margarete também bate ponto. Adoro suas participações e comentários! E tem a Lourdes, cuja a filha está gravidinha! Ela sempre tem uma palavra de carinho. Aliás, a Margarete também vai ser vovó e sua filha também tem diabetes.

Estou sentindo falta do Anderson, que anda quietinho. E da Fernanda também.

A Roberta sempre traz novidades do Japão, onde o atendimento e as orientações são um pouco diferentes que as daqui, mas o espírito da coisa é o mesmo: se cuidar para previnir complicações e, no caso dela, ter uma gestação futura saudável.

Tive até convite da Nestlé, via blog, para participar de um evento de lançamento de um novo produto deles para nós, diabéticos de plantão, mas como estou amamentando, não pude ir. Mas o pessoal me prometeu mandar as novidades. O produto tem o selo da Anad – Associação Nacional de Assistência ao Diabético. Assim que tiver mais informações, posto aqui.

A Patrícia ficou sabendo recentemente que é diabética. Bateu o desespero e ela pediu o nosso apoio. A Yndhia também pede ajuda, tem medo de entrar em depressão. A Endy desabafou. Com apenas 16 anos e diabética há três, busca conforto nas palavras dos participantes desse blog. Quer se cuidar, mas não tem forças. Ela já deu o primeiro passo, contando sobre suas angústias e buscando compartilhar os seus sentimentos e a sua vivência.

A Graça ficou contente de encontrar o blog e pretende continuar frequentando o pedaço. E tem a Joabel, a Gabriela, o Ricardo e tanto outros.

Vamos intensificar o diálogo! É assim que vamos caminhando e vivendo a vida. Cada um com a sua história, cada um encarando o diabetes a seu modo.

Puxão de orelha

Estou devendo muitas respostas em vários comentários, mas esta vida de mãe está uma correria, quando vejo, o dia passou e eu não consegui fazer nada da minha listinha de afazeres que não incluam o bebê.

O bebê está dormindo e eu aproveitei para correr aqui para o computador. Estou com saudades de todos vocês, os velhos e novos companheiros de jornada. Tem muito comentário interessante rolando e gostaria de participar mais.

A maternidade tem me distraído um pouco da vida de diabética, mas estou com receio de que o meu controle não esteja tão bom assim. Ontem, tirei uma pós-café e estava em 187. Bem ruim, né? O jejum tem dado por volta de 115. Tudo bem, para quem não está tomando remédio nenhum não é uma marca tão desesperadora, mas eu sei que poderia estar melhor, que eu poderia estar me cuidando melhor. Vou ser bem sincera, não sei onde foi parar a Luciana disciplinada. Além de ter feito muito pouco controle durante este período, desde o nascimento do Lucas, tenho abusado dos carboidratos simples. Não sei nem como consigo estar um quilo mais magra do que quando engravidei. Acho que se estivesse seguindo uma dieta mais saudável eu estaria magérrima.

A minha atenção tem estado totalmente voltada para o meu pequeno, e aí eu esqueço de me cuidar. E para quem fazia altos controles isso deveria ser fichinha: tirar glicemia de jejum todos os dias e a pós-prandial duas vezes por semana. Estou um pouco desapontada comigo mesma. E com vergonha de vocês, afinal, sempre fui tão controlada… Mas faço questão de contar, porque eu sou de carne e osso e cometo os meus deslizes. Ainda mais que agora eu sei que não vou prejudicar ninguém se eu der uma escorregada, só a mim. Isso dá um certo alívio, mas ao mesmo tempo faz com que eu não me cuide. Sei lá, não estou pensando muito para me alimentar. Como rápido entre as mamadas e não tenho tempo de pensar em preparar algo saudável… Enfim, mereço um belo puxão de orelha.

Atendendo a pedidos, apresento o Lucas

A cara do pai!

A cara do pai!

Gente, este é o meu pequeno grande Lucas, “O Esfomeado”, em três momentos. A foto que ele está de vermelho é de quando saímos da maternidade.

Frio!

Frio!

Indo para casa.

Indo para casa.