Arquivo mensal: maio 2010

Em alguma coisa, diabético leva vantagem… e desvantagem em um monte de outras…

Homens diabéticos, olhem só este estudo. Saiu publicado no Uol esta semana:

Diabéticos têm menor risco de desenvolverem câncer de próstata

Um estudo realizado por cientistas alemães, suecos e americanos descobriu uma menor taxa de câncer de próstata entre homens diabéticos. Avaliando a incidência do câncer entre mais de 125 mil homens suecos hospitalizados por causa de complicações do diabetes tipo 2, os pesquisadores notaram que, apesar desses pacientes terem maior risco para diversos tipos câncer, principalmente tumores no pâncreas e no fígado, a ocorrência de câncer de próstata seria menor do que a incidência da doença na população geral sueca.

De acordo com o pesquisador Kari Hemminki, da Associação Helmholtz de Centros de Pesquisas Alemães, o estudo não mostra as razões dessa menor incidência de câncer de próstata entre os diabéticos, por isso os especialistas podem apenas especular sobre suas causas. “Possivelmente, um menor nível de hormônios sexuais masculinos nos diabéticos pode estar entre os fatores que são responsáveis por isso”, ressaltou o líder do estudo em artigo publicado na revista especializada The Oncologist.

O estudo avaliou, ainda, se o fato de os pacientes terem sido hospitalizados com diabetes podem representar maiores taxas de câncer, visto que os tumores poderiam ser encontrados mais precocemente por causa dos exames de rotina. E os resultados indicaram que, independentemente da internação, os diabéticos, além de apresentarem taxas bem maiores de câncer pancreático e hepático, tinham duas vezes maiores riscos de desenvolverem câncer renal, da tireoide, do esôfago, do intestino delgado e do sistema nervoso, mas apresentavam menor incidência do câncer de próstata.

“Esse estudo, cobrindo aproximadamente metade dos pacientes suecos com diabetes tipo 2, mostrou um elevado risco para diversos cânceres após a hospitalização, provavelmente indicando as profundas perturbações metabólicas da doença subjacente”, ressaltaram os autores. “Entretanto, o menor risco para câncer de próstata permanece intrigante”, concluíram, destacando a necessidade de mais estudos sobre o assunto.

Cansei de ser diabética… Pode? Não. Pode não.

Desculpe a minha ausência, minha falta de respostas, estou em falta com vocês. Estou bem, super bem. Curtindo cada instante, cada conquista do meu pequeno Lucas. Esquecendo-me por um momento que sou diabética… ainda estou naquela lua-de-mel, que sei que um dia termina… Resolvi focar um pouco mais no Lucas. Quero aproveitar esses momentos com ele, este poder estar perto. Por isso, diminui, por um tempo, e talvez este um tempo ainda se estenda um pouco, as minha entradas no blog, na internet de um modo geral. Também estou reavaliando um monte de coisas na minha vida. E decidindo o que será depois… a seguir. Afinal, chegará o momento de trabalhar novamente.

Outra coisa, sinto-me até mal de escrever isso, mas acho que vocês já sentiram a mesma coisa, é que cansei de ser diabética. Sei que isso não é possível, porque também não é possível deixar de ser… mas cansei! E por um tempo quis me sentir como uma pessoa que não tem diabetes… E parar um pouco de escrever sobre o assunto tem sido bom. Claro que não deixei os cuidados com a doença. Só parei um pouco de mergulhar no tema todos os dias, o tempo todo.

Esse “cansar de ser” vai passar… eu sei que vai… mas eu não estou triste, nem deprimida, só estou de porre do diabetes, sabe? E aí eu volto com tudo. Preciso desse tempo. Mas quero que este espaço continue a ser de vocês. Quero seus comentários. Quero que vocês façam esse imenso favor de manter vivo este blog, conversando por meio dele. Há muito este blog deixou de ser meu. Ele é de todos que aqui entram, ele é de vocês. Ele é em prol do diabetes.

Até mais! Até sempre!

Beijos.