Tenho muito o que aprender sobre diabetes tipo 1


Sou DM2. Como “todo” DM2, confesso que às vezes não faço as medições como deveria. Não faço aquele controle rígido. Sim, me cuido e busco alimentos saudáveis. Controlo o que como, me exercito. Mas sei que podia fazer mais.

Quando fiquei grávida, aproximei-me do mundo do diabético tipo 1. Por que? Porque tinha de fazer as medições religiosamente, porque tinha de controlar a risca os carboidratos e corrigir com insulina as glicemias altas. Perdi o medo da insulina. Penso, às vezes, em voltar a usar insulina ao invés de remédio, normalmente tomo hipoglicemiante. Por que? Porque a insulina é algo que fabricamos no organismo. Sendo assim, não faria mal para a saúde a longo prazo. Já as sulfas… dizem que fazem mal para o pâncreas.

Pode parecer loucura para quem tem medo de agulha, da insulina e de seus efeitos, ou para quem odeia fazer o controle com insulina. Mas pensa! Se eu controlo com um comprimido por dia e duas horas depois da refeição vejo que a minha glicemia está alta, não tenho muito o que fazer. Tenho de esperar abaixar e controlar melhor a alimentação na refeição seguinte. Já com a insulina rápida… você tem a possibilidade de fazer este controle melhor.

Vou conversar muito com a minha médica. São dúvidas que me ocorrem. Sempre fui avessa a medicamentos, sabe?

Como tenho um filho, tenho pensando muito nas mães e pais de filhos com DM1. Tem de ter muita disciplina. E ensinar o filho a ter toda essa disciplina. Tem de estar de olho em tudo. E ter a escola e a família como grandes parceiras.

Tenho, sim, muito a aprender sobre DM1 e com os diabéticos tipo 1 e seus pais.

20 ideias sobre “Tenho muito o que aprender sobre diabetes tipo 1

  1. Ministério da Saúde

    Saúde para todos

    O Ministério da Saúde distribuirá gratuitamente, a partir de 14 de fevereiro, em todas as farmácias credenciadas no programa Farmácia Popular, remédios para pessoas que têm hipertensão e diabetes.

    Para ter acesso aos medicamentos, você deve ir à farmácia mais próxima com seu documento de identidade e a receita do remédio.

    Se, na sua cidade, não há Farmácia Popular, procure o dono do estabelecimento e peça para ele entrar em contato com a Secretaria de Saúde, para que a farmácia de seu município seja incluída no programa.

    Além da distribuição de remédios para hipertensão e diabetes, foram incluídos no Programa fraldas geriátricas (para adultos) e pílulas anticoncepcionais, tudo com preço mais acessível.

    Já temos 15 mil Farmácias Populares em todo o país. Divulgue a notícia!

    No Brasil, a saúde é para todos.

    Obrigado,
    Ministério da Saúde

    Resposta
    1. Luciana Oncken Autor do post

      Ministério da Saúde, tem bastante gente protestando contra a política do governo de distribuição gratuita de medicamentos. Os insumos são ultrapassados e não atendem às necessidades de grande parte da população. O povo merece mais do que isso, merece ter acesso aos avanços na área de medicamentos. Está na hora de repensar a política do governo nessa área.

      Resposta
  2. sarah rubia

    “LEI Nº 11.347, DE 27 DE SETEMBRO DE 2006.
    Art. 1o Os portadores de diabetes receberão, gratuitamente, do Sistema Único de Saúde – SUS, os medicamentos necessários para o tratamento de sua condição e os materiais necessários à sua aplicação e à monitoração da glicemia capilar. ”

    “PORTARIA Nº 2.583 DE 10 DE OUTUBRO DE 2007.
    Art. 1º Definir o elenco de medicamentos e insumos que devem ser disponibilizados na rede do Sistema Único de Saúde, destinados ao monitoramento da glicemia capilar dos portadores de diabetes mellitus, nos termos da Lei Federal nº 11.347, de 2006.

    I – MEDICAMENTOS:
    a) glibenclamida 5 mg comprimido;
    b) cloridrato de metformina 500 mg e 850 mg comprimido;
    c) glicazida 80 mg comprimido;
    d) insulina humana NPH – suspensão injetável 100 UI/mL; e
    e) insulina humana regular – suspensão injetável 100 UI/mL.

    II – INSUMOS:
    a) seringas com agulha acoplada para aplicação de insulina;
    b) tiras reagentes de medida de glicemia capilar; e
    c) lancetas para punção digital.

    Art. 2º Os insumos do inciso II do artigo 1º devem ser disponibilizados aos usuários do SUS, portadores de diabetes mellitus insulino-dependentes e que estejam cadastrados no cartão SUS e/ou no Programa de Hipertensão e Diabetes – Hiperdia.
    § 1º As tiras reagentes de medida de glicemia capilar serão fornecidas mediante a disponibilidade de aparelhos medidores (glicosímetros).
    § 2º A prescrição para o automonitoramento será feita a critério da Equipe de Saúde responsável pelo acompanhamento do usuário portador de diabetes mellitus, observadas as normas estabelecidas no Anexo a esta Portaria.”
    Art. 3º
    II – as ações programáticas abordarão componentes do cuidado clínico, incluindo a promoção da saúde, o gerenciamento do cuidado e as ATUALIZAÇÕES técnicas relativas a diabetes mellitus;”

    Cadê a novidade Ministerio da Saude?

    Resposta
  3. Ana Karina

    Luciana!
    Fiquei muito feliz que voltou!
    Conheci seu site a pouco tempo e estou feliz por poder ouvir e compartilhar historias de quem tem DM1.
    Pelo que converso com quem tem DM2, é bem diferente uma diabetes da outra. A rotina com as medições e aplicações de insulina tem outro ritmo.
    Gostaria muito de saber como foi a sua gravidez. Sei dos enormes riscos e ouvir uma história de sucesso será muito importante para mim. Minha diabetes está beeeem descontrolada, meu último exame de hemoglobina glicada deu 10,8

    Obrigada

    Resposta
  4. Ana Karina

    Oi Luciana!
    Eu não consegui ver seus posts mais antigos aqui. Quando cliquei desconfigurou toda minha página.
    Na verdade o que aconteceu com minha diabetes que é eu ainda fingo nao ter nada. Apenas tomo insulina, mas não cuido da minha alimentação, não faço exercícios, enfim…..já tentei várias vezes mas fico pelo meio do caminho…é uma dedicação diária né…tenho que trabalhar muito isso ainda em mim
    Tenho grande admiração pelo modo como vc lida com isso.

    Beijos

    Resposta
  5. Ana Karina

    Oiii Briza!
    Oba achei alguém DM1
    Quantos anos você tem? Quando descobriu sua diabetes?
    Me conta como você faz, como você consegue!
    Temos muito que conversar
    Um beijão

    Resposta
  6. Liana

    Oi Luciana, que bom que vc voltou!!

    Eu estou amamentando, a Julia fez 6 meses, e só tomou leite materno. Essa semana começo a introduzir outros alimentos. Apesar de amamentá-la todo esse tempo, o controle da minha glicemia não é tão fácil. Logo que ela nasceu percebi que a amamentação ajudava, mas depois… preciso me esforçar para manter a glicemia em ordem.
    Queria te mandar uma foto da minha gatinha… posso?
    Abraços

    Resposta
  7. Briza Mulatinho

    Ana Karina é meio complicadinho mesmo… =) Faço muitos, muitos exames por dia… =) aí, uso a humalog pra corrigir, que é uma insulina de ação rápida. Mas, esse esforço tem valido a pena, porque minha última glicada, por exemplo, foi 5.9. Meu médico disse que estou super de parabéns e isso me anima! Descobri que tinha diabetes aos 19. Tenho 35. Desde então tudo foi ficando mais fácil, por causa das novas insulinas e por conhecer melhor o meu corpo e a relação dele às situações, emoções e alimentos. Porque tudo isso acaba interferindo! Se quiser, me manda e-mail: briza_mulatinho@yahoo.com.br

    Resposta
  8. Mariana Neves

    Oi Ana Karina
    Tbm sou tipo 1, descobri há aprox 10 meses, e tenho 25 anos. Sei que é difícil, mas como a Briza falou, o esforço vale a pena! é muito bom ver a nossa glicada em valores quase normais.
    Mas para isso, acho que o primeiro passo é realmente aceitar a doença, aceitar que não poderemos ter uma vida totalmente normal, mas que isso não é de todo ruim! As vezes é bom ser diferente!
    E tbm hoje em dia é mto fácil manter o controle, se compararmos como era há alguns anos atrás. As canetas de insulina são super práticas, e os medidores tbm..
    Os blogs sobre o assunto me ajudaram muito no início, e ainda me ajudam, pois ai conseguimos ver que não somos os únicos com essa doença, e nos espelhar em pessoas ótimas, e que as dúvidas, preocupações e receios muitas vezes são os mesmos para todos.
    Vou ficar aqui torcendo para que você melhore os índices e o controle! com certeza o esforço valerá a pena..
    se quiser podemos conversar por email: mariana_vneves@yahoo.com.br
    Bjs

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s