Viver com diabetes e o desafio de viver com saúde


É, esse é o grande desafio do diabético, seja tipo 1, tipo 2, Mody ou Lada. Não importa. Isso que nos une. O grande desafio. Viver com diabetes e manter a saúde. Viver com saúde. Cuidar do corpo para prolongar a vida. Mas talvez tenhamos que cuidar antes da cabeça, para conseguir cuidar do corpo. E quantas desculpas temos para não cuidar de nenhum dos dois!

Por que cuidar da cabeça, da mente? Porque antes de tudo é preciso aceitar a doença. Não digo que não devamos ter esperanças de cura, mas isso não significa negar a doença a ponto de se descuidar e se prejudicar. Comportamentos de risco levam a situações de risco. Levam a complicações que tiram a nossa qualidade de vida.

Este ano, completo nove anos de diabetes. Nove anos exemplares? Não. Não mesmo. Essa doença não é fácil não. Esse negócio do mau invisível, do fogo amigo, é complicado! Contribui para que tenhamos um comportamento meio suicida. Suicida? Sim, não é exagero. Se eu sei que tenho uma doença, que se eu agir de determinada forma isso vai me prejudicar, vai me levar a enfrentar problemas, e consequentemente à morte, que comportamento é esse?

Isso é uma autocrítica. Hoje: 141 de jejum. Alguma coisa está errada. Não estou me comportando como deveria. Está na hora de rever tudo em busca do desafio de viver com diabetes com saúde!

E você, como tem se comportado? Qual é a sua maior dificuldade?

3 ideias sobre “Viver com diabetes e o desafio de viver com saúde

  1. Fernanda Laranjeira

    Oi, Lu! Saudade! Sei que estou meio sumida, mas com tanta saudade que vou tentar voltar aos poucos…
    141! Não se reprima! Cheguei a seguinte conclusão: <100 o tempo todo para nós é impossível! Eu sempre fui muito exigente, houve uma época (na gravidez) que cheguei a 83% de normalidade nas glicemias do mês. Foi o máximo que eu consegui! Mas tenho que confessar que sempre sonhei com 100%… A minha hoje de manhã estava 210. Depois de um período muito bom, bem controlado, esse deslize. Culpa de um (2) cachorro-quente que comi ontem no jantar. Um pós-prandial de 72, depois um copo de leite antes de dormir e… esqueci de programar um square na minha bomba por causa da maldita GORDURA! Essa que se transforma em carboidratos muito depois que você comeu. Esse é um dos meus principais problemas. Se eu tivesse comido cachorro-quente da rua tudo bem, eu teria programado numa boa, mas fiz em casa, achei que estava super light (sem bacon! rsrs) e me enganei.
    É isso, uma infinidade de coisas que interferem na nossa glicemia o tempo inteiro, temos que controlar o que podemos mas não estressar quando não podemos controlar todos os fatores! Bjos

    Resposta
  2. Renata

    Sei muito bem o que é isso!!! Tenho um amigo que ele me pergunta: “Porque sempre vc tenta um suicídio?” e complementa que sempre tenho atitudes suicídas e como isso é complicado, como até ouvir dói. Como é dificil aceitar, se controlar, evitar… estou tentando voltar a dieta que a nutricionista passou. Confesso que estou desanimada!

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s