O fenômeno


Coluna originalmente publicada no blog Educação em Diabetes no dia 23/05/2012*

A liraglutida é um fenômeno, seja pela eficácia no tratamento – que alia o controle do diabetes tipo 2 e emagrecimento, seja por sua fama – o medicamento foi capa da revista semanal de maior circulação do país. Os posts mais comentados aqui do blog são os que têm como tema o Victoza.  Foram tantos os comentários que o blog Educação em Diabetes foi parar no Observatório da Imprensa, que analisou o efeito da divulgação na revista e a procura pelo medicamento.

O Victoza foi lançado em junho do ano passado pela Novo Nordisk, como o primeiro análogo de GLP-1 de dose única diária, injetável. O medicamento representa uma revolução no tratamento do diabetes tipo 2, já que os estudos clínicos apontaram resultados além do controle do açúcar no sangue, como controle da pressão arterial sistólica dos e redução de peso em diabéticos tipo 2. Redução de peso? Foi exatamente esse o motivo de tanto sucesso e polêmica, já que muitas pessoas passaram a usá-lo, única e exclusivamente, com o objetivo de perder peso. Ou seja, pessoas que não tinham indicação para o medicamento, já que não tinham diabetes tipo 2, passaram a fazer uso do medicamento.

O que provavelmente contribuiu ainda mais para uma procura exagerada pelo Victoza, que chegou a faltar nas prateleiras das farmácias, foi que, no ano passado, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (Anvisa), proibiu a comercialização dos chamados inibidores de apetite ou emagrecedores. A Agência propôs o cancelamento do registro de todos os derivados anfetamínicos, permitindo apenas a manutenção da sibutramina,com diversas restrições sanitárias. Essa foi outra polêmica no setor. A comunidade médica, em especial os endocrinologistas, representados pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (Sbem), se posicionaram contra a ação da Anvisa.

Sobrou para o Victoza. E faltou Victoza, o que gerou revolta nas pessoas que procuravam o medicamento para melhorar o controle do diabetes tipo 2. O blog Educação em Diabetes se manifestou, esclarecendo as pessoas sobre o uso correto do medicamento, como você pode ler aqui. A Anvisa também soltou uma nota em que alertava que o “novo medicamento, destinado para pacientes com diabetes tipo 2, não é indicado para perda de peso”.

“O medicamento é destinado ao controle glicêmico em pacientes adultos com diabetes mellitus tipo 2, e precisa ser associado com dieta e atividade física. Ele deve ser administrado uma vez ao dia (como monoterapia) ou como tratamento combinado com um ou mais antidiabéticos orais (metformina, sulfoniluréias ou uma tiazolidinediona), quando o tratamento anterior não proporciona um controle glicêmico adequado.”

Ainda segundo a Anvisa, o uso do Victoza por pessoas não diabéticas pode oferecer riscos à saúde. Dentre os efeitos colaterais listados na bula do Victoza estão hipoglicemia, dores de cabeça, náusea e diarréia (mais frequentes) e ainda pancreatite, desidratação e alteração da função renal e da tireóide.

Passada a polêmica, queremos saber, você, que tem diabetes tipo 2, usou o Victoza? Qual tem sido o resultado? Deixe aqui o seu comentário.

*Eu e a nutricionista Camila Faria escrevemos diariamente sobre diabetes no blog Educação em Diabetes, da Doce Vida! Acompanhem!

10 ideias sobre “O fenômeno

  1. Cassia Maria B Eklund Alencar

    Uso o Victoza desde dezembro de 2011. no início foi uma adaptação muito difícil, e hj 07 meses depois tenho um excelente controle glicêmico. emagreci poucos quilos e notei que o meu estômago inchou bastante. até agora é assim!!!!

    Resposta
  2. Joao Manoel

    Sou DM2 e usei entre os meses de março/2012 e julho/2012. Nesses 4 meses, o controle glicêmico foi ótimo, porém não tive a tão falada redução de peso. Talvez algumas gramas, mas nada dos sete quilos divulgados.

    Resposta
  3. Déa

    Lú,

    Muito já ouvir falar desse victozia, porém não vejo muitos relatos dele por pessoas que são diabéticas e por isso te dou parabéns por essa iniciativa.
    Não sou usuária desse tipo de medicamento. Comecei utilizando Glifage XR (antes de ser diagnosticada com diabete, já era pré diabética e tenho ovário polimicrocisticos desde os 15 anos de idade, hoje tenho 32). Infelizmente não me adaptei a esse tipo de medicamento e atualmente faço uso do Galvus 50mg (também conhecido como medicamento de nova geração e diga-se de passagem um medicamento carinho).
    Apesar de não ser obesa cheguei a uma fase que não perco peso mesmo fazendo atividade física e uma reeducação alimentar, já tenho mais de 8 meses tentando mudar todos os meus hábitos, porém sem sucesso.

    Descobri a diabete no momento da minha vida que decidi engravidar. Para a minha tristeza não é um processo simples, não apenas pelo fato de ser diabética, ter resistência a insulina, problema de pressão arterial e taxas de colesterol e triglicerídeos elevada.

    Todos os médicos me falaram da importância de perde peso, mas infelizmente não tenho conseguido. O que o victoza tem haver com isso? Queria ter certeza de que esse medicamento tinha esse efeito de emagrecimento, além de controlar a glicemia.

    Pelo comentário de nossos amigos do site infelizmente, não é uma verdade absoluta.

    Resposta
    1. Luciana Oncken Autor do post

      Oi, Déa, tudo bem? Legal o seu depoimento. Olha, a minha irmã está na mesma situação que vc. Ela tomou Victoza durante uns três meses e emagreceu bem, viu? Acho que vai de organismo para organismo. Precisa deixar tudo em cima, os exames em ordem pra engravidar, mas vou te dizer que vale muito a pena todo o esforço. Beijo e boa sorte. Vai me mantendo informada, heim!

      Resposta
  4. Ione Nery

    Minha médica me receitou o Victoza, estou ansiosa pra iniciar o tratamento, sou diabética tipo 2 e apesar de todo esforçao alimentar e atividade física não consigo abaixar a taxa de glicose, mas e quanto aos efeitos colaterais gostaria de ter maiores informações, ele diminui com o passar do tempo?

    Resposta
  5. Antonia Terezinha Batista

    Há mais ou mennos 4 meses descobri que a diabetes,esta sendo muito difícil para mim tomar os medicamentos,dietas etcs,pois sempre fui muito saudávelpor isso vou consultar ao médico se posso fazer uso da victoza,pois insulina eu não quero,tomar picadas todos os dias ´´e inviável para mim.Muito obrigada.Terezinha de Divinópolis,Minas Gerais.

    Resposta
  6. marcio jorge

    Uso victoza a quase um ano, sou pre-diabetico, otimo controle de glicemia,porem na questão peso para mim não mudou em nada. Uso 1,8 diarios apos café da manham
    raras vezes, mal estar, Porem um amigo meu, emagreceu 8 quilos em 2 meses.

    Resposta
  7. Dra.Cláudia

    INIBIDORES DE APETITE
    Atendo casos de compulsão alimentar e dificuldade de lidar com a saciedade em comer pouco.
    Com o auxílio de medicamentos e uma reeducação, o auxiliaremos nessa trajetória rumo ao seu bem estar e saúde.
    Entre em contato.
    Tenho inibidores, antidepressivos, ansiolíticos, sedativos e etc.
    E-mail:dra.claudia_endocrinologista@outlook.com

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s