#NovembroAzul pelo #Diabetes: a nossa marca é a nossa causa!

Por Luciana Oncken, blogueira e jornalista, tem diabetes há 10 anos

– Se eu não tivesse contribuído, o oceano teria uma gota a menos – Madre Teresa de Calcutá.

Li esta frase hoje pela manhã na revista Vida Simples. Uma frase que resume bem o meu trabalho com o diabetes e de pessoas que tem depositado sua pequena gota no oceano, e resume o nosso momento atual, em que estamos trabalhando uma campanha para fortalecer um movimento que existe há quatro anos: o Novembro Azul pelo Diabetes, que tem o dia 14 deste mês como o dia oficial, reconhecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS).
Uma campanha paralela, com o mesmo tema, relacionada a outra doença foi lançada em 2012. Em seu primeiro ano, passou e não foi muito percebida. Em 2013, com uma série de parceria e apoios de empresas e instituições, cresceu. Duas campanhas no mesmo mês, sim, podem coexistir e até se fortalecer, apoiando-se mutuamente, mas duas campanhas com o mesmo mote, com o mesmo tema, com as mesmas ações, acabam concorrendo. Precisávamos tomar uma atitude.

Eu, que estava meio quietinha em relação ao diabetes, ao blog, a minha página no Facebook, que hoje tem quase 6 mil seguidores, senti uma chacoalhada. Estão querendo se apropriar da nossa cor, da nossa campanha, de todo o nosso esforço… E quando falo “nosso”, não é meu, nem só do movimento dos blogueiros de diabetes, ou das sociedades e instituições envolvidas, quando falo “nosso”, é de todos, porque o diabetes é uma das doenças mais prevalentes no mundo. Não dava para aceitar calada.

Com muita pesquisa, munida de informação, estou dando a minha pequena contribuição. Depositando a minha pequena gotinha.
– Ninguém comete erro mais grave do que quem não faz nada só porque poderia fazer pouco –Edmund Burke, estadista irlandês.

Perfeito. É isso.

Muita gente disse que ia desistir porque era uma luta perdida, porque as instituições que nos representam são fracas, porque estão cansados de fazer tudo sozinho, sem apoio. Mas será que o nosso papel, como representados, não é cobrar ações mais efetivas? E, mais: cobrar, fazendo, e ajudando a fortalecer. Somos, sim, líderes, dentro da nossa área de atuação. Somos ativistas sociais em redes sociais. E temos uma ferramenta incrível e poderosa: a nossa palavra, a nossa presença.

E uma das líderes e ativistas mais ativas em diabetes, a Sarah Rubia, do blog “Eu, meu filho e o diabetes”, lançou Novembro Azul como um evento nas redes sociais. Pediu o meu apoio como organizadora. E eu tive a chance de ver revitalizada esta força dentro de mim. De lembrar que eu posso dar a minha contribuição, que eu posso usar o meu trabalho, a minha palavra, a minha presença para fortalecer a causa do diabetes e o nosso novembro azul. Eu e a Sarah gritamos:

– Eu acredito em fadas!

Gritamos a plenos pulmões e as coisas começaram a acontecer. Vieram os apoios e continuam vindo, muito bem vindos. As pessoas começaram a participar, a dar a sua pequena e valorosa contribuição. Cada um começou a criar a sua arte com o novembro azul, cada um do seu jeito, mas o azul está lá, o círculo, a menção ao dia, aos cuidados com o diabetes, e foram compartilhando a arte do outro. E estamos conseguindo envolver as pessoas, e fortalecer a nossa representatividade, porque incentivamos que as pessoas curtam a página oficial do movimento, criada pela Sociedade Brasileira de Diabetes (SDB). Esta é a nossa marca: a causa que nos une. Não temos uma identidade, temos muitas! Milhares, milhões! Temos, sim, um movimento lindo, de pessoas engajadas, que pode crescer, e crescer e crescer. E deixar crescer é deixar que as pessoas se apropriem dela, da forma correta, usando-a para o que ela foi criada: alertar e informar as pessoas sobre o diabetes. Nossa campanha não é nossa, é do mundo! Somos, sim, fortes! E podemos muito mais do que imaginamos! Basta darmos a nossa pequena contribuição.

3 ideias sobre “#NovembroAzul pelo #Diabetes: a nossa marca é a nossa causa!

  1. Fernanda Laranjeira

    Oi, Lu! Você acredita que o Congresso Nacional já está de azul durante todo o mês de novembro? Pois é, Novembro Azul, mas em homenagem à campanha do Câncer de Próstata…. Nem mencionaram o diabetes… Até no Ministério da Saúde, onde trabalho, o tema estava fora da agenda do mês, eu que alertei sobre a importância do dia. Vamos ver se algo vai mudar… Bjos

    Resposta
    1. Luciana Oncken Autor do post

      Nossa, Fernanda, estou tão triste. Sentido-me órfão, porque nós não temos como mudar a nossa cor, que é um direcionamento internacional, e eles poderiam, sim, ter feito diferente. :/ Obrigada pela força! Vamos juntos! Beijos.

      Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s