Hoje é o dia… #DiaMundialdoDiabetes. Quais são nossos desafios?


Hoje, eu dei uma entrevista para um canal chamado CNT sobre diabetes. Fazia tempo que não era procurada. Relutei, ia indicar outra pessoa, mas acabei topando. Foi bom. Faz tempo que não escrevo por aqui. Tenho tido muito desafios de um tempo para cá, que tento equilibrar com os cuidados com o diabetes. Não. Não é fácil: maternidade, casa, trabalho, clientes… Mas vamos indo.

Tem uma coisa que me incomoda. Que penso ser nosso maior desafio: tornar o tratamento de qualidade acessível a todos. Eu vou lá, posso comprar o melhor glicosímetro, abastecê-lo com as fitas, quando necessário. Posso medir algumas vezes por dia. Pesa no bolso? Sim, pesa. Mas fico pensando nas pessoas que não têm acesso ao aparelho, aos insumos, às insulinas. A gente até “vende” a ideia de que viver com diabetes é possível. Sim, é. Mas com apoio, com suporte, com atendimento e orientação de uma equipe multidisciplinar… Não é o que temos. Está longe da realidade.

Recebi um convite da jornalista Vanessa Pirolos (ADJ), hoje, e aceitei. Uma audiência pública sobre a Precisão dos Glicosímetros entregues em postos de saúde. Um tema de extrema importância. Como conseguir um mínimo de controle se os aparelhos entregues não podem garantir precisão? Convido a todos a participar: clique aqui.

Outra iniciativa lançada há alguns anos pelos blogueiros de diabetes é uma campanha para que o teste do dedo faça parte do protocolo em pronto-atendimentos. Eu mesma fui ao PA esses dias, por conta de uma amigdalite, e fiquei esperando a enfermeira do pré-atendimento pelo menos perguntar se eu tinha diabetes. Ela não perguntou. Teste então… Isso porque que eu estava em um dos hospitais mais renomados de São Paulo. E por esse Brasil adentro?

Não posso deixar de destacar o trabalho da blogueira Luana Alves, do “A Diabetes e eu” e o Mapa do Descaso, onde ela rastreia onde faltam insumos para o tratamento e controle da doença. Vale a pena conferir:

Tem todo o trabalho e engajamento da Sarah Rubia Baptista, também blogueira, do “Eu, meu filho e o diabetes

Todo blog, entidade, associação, pessoa que se dispõe a falar sobre diabetes de forma responsável, espalhando informações sérias, experiência e vivências merecem nosso agradecimento. É assim que se muda comportamento, que se conquista melhores condições para todos.

Que possamos fazer a nossa parte para que cada vez mais pessoas tenham acesso à informação em diabetes e, mais que isso, a um tratamento digno.

#diamundialdodiabetes

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s