Arquivo da tag: blog

Escrever um blog, um eterno aprender

Imagem

Esta semana, chegamos aos 7 mil curtis de página no Facebook. A sensação que me dá é: “quanta responsabilidade!”.

São sete anos de blog, entrando no oitavo ano. Não é fácil manter um blog por tanto tempo. Tive altos e baixos por aqui. Houve tempos de atualizar todos os dias, e até mais de uma vez por dia. Houve tempos magros, em que atualizava a cada dois meses. Mas continuo aqui. E sinto-me renovada. Este blog tem história, e me fez aceitar melhor a minha condição. Nunca fui revoltada com o diabetes. Mas claro que eu preferia não ter… rs. Mas eu tenho, e tive de aprender a conviver com isso.

Nesse período, conheci muita gente bacana, que segue nesse cotidiano de ter um blog, pessoas que agarraram o desafio de escrever e informar sobre diabetes. Algumas super engajadas, que lutam mesmo, lá de perto, pela melhora no atendimento ao paciente com diabetes. São mães de crianças com diabetes, pessoas que têm diabetes, ou que convivem de alguma forma com a doença. Pessoas com as quais aprendi muito. E aprendo diariamente num eterno aprender. 

E eu sigo aqui, com o meu escrever, tenho este estilo de falar da vida, filosofar um pouco sobre a minha condição, levar uma palavrinha a quem quer escutar, escutar o que querem me dizer. Considero essa troca essencial. Falo de viver. E, por acaso, vivo com diabetes. Mas o viver é o viver de qualquer pessoa, com nossos compromissos, família, passeios, decepções, alegrias… 

Este início de ano, tenho aprendido muito sobre paciência, tenho exercitado a minha capacidade de esperar e aceitar. Esperar o tempo de cada um, esperar o tempo certo para cada coisa. Aceitar que nem tudo está sob o nosso controle. Aceitar que você não precisa fazer parte de tudo e, sim, do que é essencial. Aceitar o inesperado. Fazer amizades inusitadas, como com a pessoa que acabou com a porta do seu carro em um estacionamento. Pois é, toda situação traz a oportunidade de falar uma palavra de apoio, de entendimento. E de ouvir também! E já ouvi cada coisa linda neste blog, comentários maravilhosos que me fizeram seguir em frente, de pessoas que nem conheço pessoalmente.

Este blog já deixou de ser meu há muito tempo. Este blog é de vocês! 

Reportagem do Domingo passado no jornal Agora, revista da Hora

Capa da Revista Da Hora

As fotos são do fotógrafo André Vicente, do Folha Press, e o texto da jornalista Amanda Novaretti.

Blog do Marcelo, eu recomendo! Ilustrações, diabetes, papos-furados etc.

Estou para escrever este post há um tempão. Lembro da primeira vez que recebi uma mensagem do Marcelo. Ele estava no hospital, internado por causa do diabetes. Ele se dizia novo nessa vida de diabético controlado. Isso foi no final do ano passado.

O Marcelo acabou criando um blog, o Blog do Dia-a-Diabético. Sua proposta é bem original. Ele não fala só do diabetes, mas da vida. Às vezes, num tom debochado. Outras, um pouco revoltado. Quase sempre, há uma tirada de bom-humor, ou mau-humor dos bons… risos… Não raro, ele tira barato dele mesmo. Não é bom isso? O texto é bem escrito, mas melhor ainda são as suas ilustrações. O cara é fera! E isso que faz seu blog único.

Como ele mesmo se descreve, “ilustrador desde sempre, diabético dependente há poucos e vegetariano há 32”. Marcelo ama o mar, o surf e um bom papo furado!

Vale a pena conferir: Blog do Dia-Diabético

Uma carta para Vittoria

Maria Vittoria, a Vivi, tem seis anos. Ela tem diabetes tipo 1 há dois anos. Sua mãe, Nicole, de quem eu já falei por aqui, criou um blog para compartilhar com outras mães o cotidiano da família, que conta também com a pequena Maria Eduarda, a Duda. A cada dia, Vivi nos surpreende com a sua maturidade. E nos ensina com sua inocência. E nos conquista com a sua desenvoltura. Resolvi escrever uma cartinha para ela:

Olá, Vivi!
Meu nome é Luciana. Como você, sou diabética e leonina. Tenho um bebê de oito meses que faz aniversário no memo dia que você: 19 de agosto! Que dia lindo!
Conheço você pelo blog. Sempre acompanho as suas histórias.
Diferente de você, não era diabética quando criança. Fiquei mais velha, quando tinha 29 anos. Hoje tenho 35. Minha mãe é diabética também. E tenho um irmão que também é. Nosso tipo de diabetes é diferente. Você é tipo 1. Eu sou tipo 2. Mas somos igualmente “mais docinhas”.
Assim como você, eu também tenho um blog onde conto a minha história. Assim como você, já apareci na televisão por causa disso. E também em jornais e revistas.
O que tenho aprendido com isso é que de tudo dá para tirar o lado positivo. O lado bom de ser diabética e falar sobre isso numa boa é poder ajudar outras pessoas e ser ajudada por elas. É uma troca.
Tudo bem que eu preferia não ter diabetes, mas, por algum motivo, vim a este mundo como diabética. E tornei-me conhecida por isso. Não sabia que isso aconteceria quando criei o blog. O retorno que ele me traz é fantástico. Por diversas vezes, fiquei emocionada com os depoimentos e comentários que as pessoas deixam. Percebi que o que estava fazendo, ao contar a minha história, não era só para mim.
Ao contar a sua história, você toca o coração e a alma de diversas outras pessoas como você, como eu. Você, Vittoria, não tenha dúvida, é uma menina pra lá de especial.
Beijinhos,
Lu.

Blogs e diabetes… diabetes e blogs…

Saiu uma matéria no portal da Sociedade Brasileira de Diabetes sobre blogs de diabéticos. Quando eu criei este blog aqui não havia muita coisa nesse estilo. Tinha o do Dênis, que tem mais uma característica de site mesmo, mas bem feito, com informações relevantes. Só este ano, ele criou o blog. Depois, veio o Vivendo, do Marcelo, que compila as principais informações sobre o tema. Uma muito boa iniciativa. E é interessante porque parte de uma pessoa não diabética.

O Viver com Diabetes foi pioneiro. Como diário mesmo, ainda mais. Orgulho-me deste blog, como uma mãe que se orgulha do filho. Nunca me esqueço de que o Viver ficou em sexto lugar no concurso Cokering, da Coca-Cola, em 2006, cujo o tema era “Viva o que é bom”. Você vê como são as coisas? Um blog sobre a experiência de quem vive com uma doença crônica ganhar um prêmio assim! Foi um incentivo ainda maior para mim.

Este aqui é um espaço para compartilhar experiências, com textos escritos por mim. Recebo depoimentos, que publico. Histórias são sempre bem vindas, sejam elas de aceitação sejam de não-aceitação, sejam elas superação sejam de revolta. O espaço está sempre aberto para cada um de vocês.

Quanto aos outros blogs, fico feliz que as pessoas comecem a escrever cada vez mais sobre o diabetes. Quanto mais gente falando do assunto, melhor, porque a informação se espalha. E eu sempre digo que: informação cura.

Marcelo, Dênis, Rafael, vamos lá! Temos muito trabalho pela frente.