Arquivo da tag: chocolate diet

A Páscoa está aí!

A Páscoa chegou! Para mim, foi um dos eventos que mais mudou depois do diabetes. Nada de ganhar um monte de ovos de Páscoa. Nada de me esbaldar no chocolate. Mas, quer saber, tem lá suas vantagens. Quais?

Eu não preciso reclamar dos quilinhos a mais na semana que se segue à Páscoa, por exemplo. Passei, também, a curtir mais o significado do evento do que o lado comercial. Pra mim, Páscoa é tempo mesmo de renascer, de renovação. É tempo de pensar nisso. Temos sempre de nos reinventar. Acho que ao me tornar diabética, tive de fazer isso. E faço isso dia após dia.

Para quem não dispensa o chocolate, hoje temos tantas, mas tantas opções. A Folha OnLine do dia 28/03 trouxe uma matéria com as principais marcas.

Na reportagem, são citados a seguintes (acrescento os meus comentários):

Brasil Cacau – não conheço

Gold Nutrition – o chocolate de tablete é muito bom, o ovo deve ser também

Cristallo adoro os doces da Cristallo, o ovo deve ter a mesma qualidade, mas o precinhos são meio salgados

Garoto – o Talento tem o selo da Anad e é um dos poucos que tem algo além do chocolate, como avelãs. Uma delícia!

Nestlé – dispensa comentários, mas a novidade é o meio amargo. O tabelte é muito, muito bom!

Village não tem ovo diet, mas tem a colomba, que também tem 0% de lactose. É um poquinho seca, mas boa!

Minhas sugestões:

Pan – tem uma linha de chocolates diet. Tem também ovos diet ao leite e diet com avelã.

Day by Diet – uma vez, ganhei uma cesta de uma funcionária minha. Adorei! Tem ovo!

Cacau Show – as lojas estão espalhadas por várias regiões. Tem várias opções diet de bombons e tabletes.

E você? Qual sua dica para a Páscoa?

Completando…

Havia me esquecido da tradicionalíssima Kopenhagen. Sabe que eu não sou muito fã do diet deles? Acho meio salgado… Tem um que é light e diet que acho melhor.

Tem uma chocolateria no bairro de Higienópolis, aqui em São Paulo, chamada ChocoLab, que tem uns chocolatinhos diet muito bons.

Ah! Acabei de ver que a Ofner lançou o Ovo Zero, sem adição de açúcares, que têm o selo da Anad. Amo os doces diet deles. O ovo deve ser bom também, imagino. E os recheios são variados: chocolate diet, avelã, caju e nozes.

Para quem está a fim de dar um presente especial, investir mais, a Chocolate du Jour tem o Cofrinho do Coelho – Diet.

E a sua cidade? O que oferece para os diabéticos?

A Catia está decepcionada com a sua cidade, no interior do Estado do Rio de Janeiro, porque lá não há opções para diabéticos e as que existem são caras demais. Nossa participante de pseudônimo “Sonhadora” é de Portugal e diz que lá também não há muita variedade. Já Joseane está muito feliz com as opções da região de Campinas, interior de São Paulo, e não é para menos, parece que está melhor do que eu aqui em São Paulo. Ela listou no comentário do post anterior os locais que frequenta que oferecem comidinhas diet. Fiquei bege (risos)! São tantos!

E você? Como é a sua cidade nesse aspecto? Liste os locais mais bacanas. E se não há locais, o que você faz para driblar isso? Receitinhas? Divida. Compartilhe com a gente, vai!

São Paulo: melhor cidade do mundo para diabéticos

Avenida 23 de maio

São Paulo, minha cidade querida que completou 456 anos no último dia 25, é a melhor cidade do mundo para ser diabético (se é que isso é possível). Por que? Porque, aqui, temos opções de produtos sem açúcar em muitos e muitos lugares. Não precisamos rodar muito para achar uma doceira, ou uma padaria que tenha produtos especialmente feito pra gente. Os supermercados também trazem variedade de produtos diet. E até alguns restaurantes apresentam, no cardápio, opções dietéticas.

Viaduto do Chá

Estaria perdida se fosse diabética na França ou na Itália, onde é difícil encontrar até mesmo adoçante nos cafés. Às vezes, levava na bolsa para não correr o risco de ficar sem. Nos EUA, há muitas opções, mas é mais fácil encontrar em drogarias e casas especializadas, mas alguns restaurantes, dependendo da região têm oferecido alguma coisa. Mas, sei lá, a sensação que tenho quando vou lá é que até a salada deles engorda.

Sobre o Brasil em geral, peço as minhas colegas de Paraty, Curitiba, Brasília e outras cidades país a fora que relatem.

Meus locais preferidos para comidinhas diet na minha cidade:

SUPERMERCADOS
– Futurama: boa variedade, preço mais baixo.
– Pão-de-Açúcar: grande variedade, mas o preço é salgado.
– Casa Santa Luzia: reserva uma área só pra gente, preço alto.

DOCEIRAS:
– Amor aos Pedaços: boa variedade, excelente qualidade, preço alto.
– Day by Diet: um misto de mercadinho com doceira, fabricam e distribuem para restaurantes, doceiras e supermercados.
– Cristalo: boa e cara.
– Choco Lab: adoro o bolo quente com geléia de amora.

PADARIAS:
– Cepam: a maior variedade.
– Galeria dos Pães: diversas opções

RESTAURANTES:
– Wraps: opção de sobremesa.
– América: doce com preço salgado, mas…

Está com vontade de bolo de chocolate. Por que não?

Ter vontade de comer bolo de chocolate e poder comer bolo de chocolate é uma maravilha, um luxo! Pode parecer bobo para quem tem vontade e vai à padaria ou à doceira da esquinha e compra um pedaço de bolo de chocolate ou um bolo inteiro. Pode parecer bobo para quem sabe fazer um bolo de chocolate e simplesmente faz. Eu não sou de fazer bolo. Minha mãe é, minha irmã é. Meu negócio é salgado. Salmão ao forno. Frango oriental. Invenções. Salgadas, sempre. Dificilmente me arrisco num doce. Bolo? Confesso, nunca fiz. Fazia brigadeirão. Isso era em outra época, quando não era diabética. Perdi a mão. E a receita. Não sei mais fazer brigadeirão.

Justamente por esta inabilidade ou falta de vontade de fazer bolo, ainda mais bolo de chocolate, é que minha vida mudou (exagero, é claro!) depois que encontrei o Bolo Zero da Casa Suiça. Ô… coisa boa! Ninguém diz que é dietético não. Meu marido, que odeia adoçante, gosta do tal do bolo. Ele já comprou do normal, com açúcar, mas prefere o zero. E não é um bolinho qualquer. Tem até recheio! Vocês acreditam?

Quando vou ao mercado, compro logo uns três. Deixo no armário. Quando tenho vontade do meu bolo de chocolate, sinto-me como se estivesse indo até a minha doceira preferida comprá-lo ou pegando os ingrediente para fazer um delicioso bolo de chocolate. Corto uma fatia. Tomo um café com leite para acompanhar. Quando quero incrementar, nada como uma bola de sorvete de creme. Humm… Parece até que pedi um Petit Gateau na melhor doceira da cidade! Tudo bem, eu sei, mesmo sendo diet, há de se ter controle, comer um pedacinho só por vez.

Alegria de pobre? Não senhor. Esse tal bolinho não é nada barato. O sorvete diet também não. Alegria, sim, de diabético. Só acho que os produtos diet deviam ter preços mais acessíveis, porque acabam ficando restritos a uma parcela pequena da população diabética.

E o melhor é que durante a gravidez era um dos poucos alimentos gostosos que não alterava quase nada a minha glicemia. Lógico, o pedaço era bem pequenininho.

O charme do chocolate de origem também na versão diet

Você não vai se arrepender

Você não vai se arrepender

Adoro a idéia de estar num lugar único, assim é a Chocolab. Para encontrar, um olhar mais desatento, uma distração e pronto, passou, e você nem viu. Perdeu. A Chocolab foi uma deliciosa descoberta. Ganhei de presente de aniversário uma caixinha super charmosa de bombons. Diet, é claro!  Minha cunhada, Tatiana, foi quem me presenteou com esta maravilha. Um sabor sem igual, que acabei partilhando com a minha mãe e com a minha tia, que também são diabéticas. Se antes eu soubesse o quanto era bom, não tinha cometido esta loucura de dividir! Comi o primeiro e, de tão bom, liguei imediatamente para â Tati a fim de conferir se era mesmo diet. Imagina só se ela ia me dar um chocolate que não fosse diet. Onde eu estava com a cabeça? Quis conhecer o lugar onde ela havia encontrado tal delícia. Passei duas vezes batido. Fica na Rua Pará, em Higienópolis. Atrás do cemitério. É uma portinha minúscula, mas um lugar de grande charme. Fiquei logo apaixonada. E mais ainda quando descobri o bolo de chocolae, servido quente com calda de amora. Huuuuummmm… só de lembrar, me dá água na boca. Aí, você senta ali dentro, em um dos seis banquinhos em volta de uma mesa balcão, ou no pequeno sofá, estrategicamente colocado junto à parede, bem discreto. Ou ao ar livre, nas mesinhas de fora. Revistas à disposição, ambiente acolhedor, um docinho, uma boa companhia, que pode até ser você mesmo num dia de bem com a vida. Perfeito.

 

Serviço:

Nome: Chocolab
Onde: Rua Pará, 18 – Higienópolis
Tel:  (11) 3259-1941
www.chocolab.com.br

Feliz Páscoa (diet)!

A Páscoovoa já é amanhã e não tive tempo de pesquisar os ovos diet no mercado. Espero que vocês tenham tido mais tempo e apreciado as opções, que, a cada ano, aumentam.

Uma Páscoa maravilhosa para todos vocês! E não exagerem no chocolate. É diet, mas engorda!

Receita desajeitada

Estou com uma virose chata. Desde quinta-feira passada estou um caco. Ontem, me deu vontade de comer um doce. E acabei improvisando um docinho diet. Fiz sem receita mesmo, se você quise testar… mas, olha, eu não me responsabilizo se der errado. Fiz no olhômetro, no meio do caminho quase desisti, mas não é que deu certo. E ficou uma delícia. E é diet. E a gente pode comer, sem exagero, é claro.

Anota aí a receita:

– uma dose de coragem– dois quadrados de um tabletão de 500g de chocolate diet ao leite, da Nestlé

– um ovo

– um pouco de leite (não anotei a quantidade)

– um colher (de sopa) rasa de amido de milho

Derreta o chocolate em banho maria, ou no microndas, mexa bem, acrescente o leite e vá mexando, coloque o ovo, continue mexendo bem para manter homogênio. Por último, coloque o amido de milho. Coloque em forminhas de pão de mel e leve ao forno pré-aquecido. Deixe por 15 minutos em fogo baixo (180 graus). Tire da forma e sirva quente, com sorvete diet. Ficou um misto de petit gateau e brownnie.