Arquivo da tag: diet

Alimentos para quem tem diabetes com isenção de impostos

Essa é a proposta do Projeto de Lei 3755/12, da deputada licenciada Manuela D’Ávila (PCdoB-RS), que a Câmara analisa. Pelo projeto, esses produtos industrializados estariam isentos de IPI e de Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins). “A proposição tem por objetivo reduzir os preços dos referidos alimentos, de forma a torná-los mais acessíveis aos portadores da doença”, explica a autora.

Achei a proposta bastante interessante, já que os preços de produtos para diabéticos são muito caros e acabam não sendo acessível a todos. E você, o que pensa a respeito.

Saiba mais sobre o projeto, clicando aqui.

Com informações da Agência Câmara

 ***

Você gosta deste blog? Acha que ele traz informações relevantes. Se a sua reposta é sim, não deixe de votar no Prêmio Top Blog 2012, categoria saúde. Vamos colocar o diabetes no topo do pódio! Obrigada! Clique no banner abaixo:

Gravidez e diabetes: desejos

A Margarete, assídua frequentadora deste blog, deixou um comentário no post anterior perguntando sobre os meus desejos na gravidez. Sabe que eu não os tenho? Tive algumas vontades, mas não era nada desesperador. Tinha vontade de comer frango assado, mas só nos três primeiros meses. E, outro dia, quis um bolinho diet com geléia de amora, também diet, que tem numa casa de chocolate no bairro de Higienópolis, aqui em São Paulo. Chama-se Lab. Como fiz o ultrasom naquele dia, aproveitei para traçar um. E matei a minha vontade.

Tive algumas aversões também, por exemplo, por qualquer legume muito aguado, tipo chuchu. Não conseguia comer arroz. E café, que eu amo de paixão, não descia de jeito nenhum. Não conseguia sentir nem o cheiro. Passou, mas eu continuo maneirando. Tomo uma ou duas xícaras por dia, apenas. Antes da gravidez, passava o dia tomando café. Na minha dieta, o jantar era salada e grelhado. Tinha dias que a salada não ia. Se fosse no almoço, tudo bem. Mas à noite queria outras coisas. Também passou.

Os desejos que eu tenho são outros. São desejos que a Margarete também deve ter tido em sua gravidez: que eu consiga controlar minha glicemia direitinho até o final, que o meu filho nasça bem e não tenha nenhuma complicação por causa do meu distúrbio, que ele não venha a ter diabetes (o que vai ser difícil, já que o meu diabetes é MODY* e tem um fator hereditário enorme), nem agora, nem quando for mais velho, mas se for para ele ter, que ele viva bem de qualquer forma.

*às vezes, falo que sou tipo 2, porque é mais fácil das pessoas entenderem que não sou insulino-depentente, mas o meu diabetes provavelmente é MODY, um tipo genético que passa por gerações. A minha mãe tem, além de mim, e mais dois irmãos. Eu adquiri com 29 anos, meu irmão com 25 anos, e a minha irmã com 36. Dois ainda não tem e espero que não venham a ter. A vantagem, se é que isso existe em se tratando de doença, é que o MODY é de mais fácil controle, não é insulino-dependente, e traz menos complicações. Pelo menos é o que dizem os estudos até agora. Mas temos de ter todo o controle, claro, como qualquer diabético.

Mais uma opção de sobremesa diet

Queijo com Damasco

Queijo com Damasco: light, que é diet

Como eu já falei aqui, agora, durante a gravidez, eu estou  fazendo o acompanhamento com uma nutricionista. E tem sido muito bacana para o controle do meu peso e da minha glicemia. Na quarta-feira, dia 13, tenho a minha consulta do mês. Ela vê o quanto eu engordei, se está dentro do planejado. Faz as dobras cutâneas para saber o quanto do peso que engordei é gordura e quanto não é. Tira todas as medidas. Passa o cardápio de cada refeição. É bem bacana porque você faz todo o acompanhamento. Eu estou adorando.

E ela, a Alessandra, tem uma pastinha com todos os produtos diet que existem. E ela me apresentou uma sugestão bem legal de sobremesa. Experimentei e aprovei. É um queijo danúbio com geléia. Tem de frutas vermelhas e de damasco. Mas atençnao ao rótulo. O que eu achei meio confuso é que tem os cheesecakes, que são light, mas adoçados com açúcar. E tem os queijinhos com geléia, que são light, e adoçados com adoçante. O negócio é ficar de olho no rótulo, porque as embalagens são muito parecidas. E vamos falar com a empresa para difrenciar melhor um tipo do outro.

Eu encontrei, aqui em São Paulo, no supermercado Pão de Açúcar. Se você tiver dificuldade de encontrar, entre no site da Danúbio e  informe-se. A proveite para ver os rótulos dos produtos.

Serviço:

www.danubio.com.br

Doce diet aos domingos

Aos domingos, costumo ir visitar a minha sogra, que mora na Mooca. Próximo ao bairro, na Vila Zelina, a gigante padaria Cepam faz sucesso, com seus mais de 40 anos de existência e 1.700 metros quadrados. Ela é responsável pelos produtos Village. Na linha diet, há panetones e colomba pascal. Na época de festas natalinas e de Páscoa, eles montam uma grande estrutura, fora da padaria, para dar contar da demanda.

Já fui lá algumas boas vezes. De vez em quando, havia um ou outro doce diet. Pouca coisa. Na última Páscoa, quando estive lá para comprar a minha colomba diet, entrei na padaria e me surpreendi com a quantidade e variedade de doces diet. Impressionante. Nunca vi um lugar com tantas opções, a não ser nas lojas especializadas, que trabalham com produtos muito caros. Lá não. Na Cepam, um doce normal, com açúcar, sai R$ 3,20. Ao passo que o diet, sai por apenas R$ 0,70 de diferença. Ou seja, por R$ 3,90, o que me pareceu bastante justo. E são muito bons.

Agora, sempre que vou a minha sogra, aos domingos, dou uma passadinha lá na Cepam. Cada final de semana, como um doce diferente. Já comi torta de morango, quindim (acredite se quiser!), mil folhas (o melhor), pudim de leite condensado diet. Olha, uma beleza. Aprovadíssimo. E tem muito mais: bomba de chocolate, bomba suiça, diversos mousses, bolos…

Para você que é de São Paulo, ou do ABC, vale a pena passar por lá, mesmo que você não more perto.

Serviço:

Cepam
Rua Ibitirama, 1409
Fone: (11) 2341-6644 / (11) 2137-6644

www.villagecepam.com.br

Pão francês integral, doces diet, lugares agradáveis… qual é a sua?

O Cláudio deixou esta mensagem num post que escrevi sobre pão francês integral. Sei que não são todas as cidades que têm esta opção, e como moro em São Paulo, só tenho como saber daqui ou, eventualmente, quando viajo para algum lugar. Por isso, peço a ajuda de vocês, mandem dicas das sua cidade pra gente postar aqui. Não só de pão, mas de doces, de serviços, de lojas para diabéticos.

Veja o simpático comentário do Cláudio:

Prezada Luciana,

Nestes últimos anos, deixei de fumar, passei a caminhar, aboli o churrasco, o arroz ( de todas as formas possíveis) e resisto bravamente a tentação de comer um imensa barra de chocolate amargo.

Até ai foi muito fácil.

Duro é resistir ao “pão nosso” de toda hora.

Não consigo ficar sem ele.

Confesso que quase não uso pão francês, principalmente quando minha SUAT está por perto. Mas quando não está faço de contas que tenho toda isulina do mundo…
pão com azeite, torrado com um pouco orégano é tudo tudo de bom!

Pena que moro em São Bernardo do Campo, e por aqui ainda não encontrei uma só padaria como essa que você mencionou em seu blog.

Parabéns pelas informações, serei visita constante!

Lado doce da vida

Fiz 34 anos no domingo. 34?! Às vezes, eu mesmo não acredito que já estou com esta idade. Eu sei, não é muito, mas depois dos 30 a gente sempre tem a sensação de que é muito. Mas acho até uma idade simpática, de amadurecimento.

O mais legal foi comemorar com toda a minha família, meus irmãos e seus agregados, minha mãe querida, minha sogra (uma segunda mãe, aliás, terceira, porque a segunda era a minha avó), meu sogro, cunhados, amigos da vida, do trabalho… Enfim, foi uma comemoração que encheu o meu coração de alegria, numa tarde pra lá de gostosa, num domingo de sol, num ambiente arborizado. Foi perfeito!

Ah! E tinha bolo diet da Day by Diet, uma delícia. Até os não diabéticos comeram. E o bolo especial da minha mãe também estava delicioso.

Na segunda, comemorei com os meus tios de Curitiba. Fiz um jantar em casa. Salmão, salada e arroz. Leve e gostoso, como o nosso papo.

Este é o lado doce da vida!